10 mil pessoas cantam a diversidade no Coala Festival em São Paulo

COLABORAÇÃO: Edson Bortolotte

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

O Coala Festival é um evento focado em disseminar a música brasileira, independente do gênero. A festa, que acontece há três anos na cidade de São Paulo, é um estímulo artístico que valoriza a cultura do país e suas diversidades. A mais recente edição do festival aconteceu no sábado (03), no Memorial da América Latina, e contou com diferentes atividades culturais, além de uma estrutura positivamente surpreendente. No line-up, estavam artistas como Céu, Karol Conka e Cícero, que contou com a participação de Marcelo Camelo em seu show. Entre as apresentações principais, o público pôde curtir os diversos estilos dos DJs Samuca, Tutu Moraes, Tamenpi e Sonido Trópico.

O primeiro a subir ao palco foi o cantor e compositor Silva. O capixaba, conhecido por misturar sintetizadores às melodias suaves de suas canções e à sua voz calma, conquistou a plateia com canções como “É Preciso Dizer”, “Janeiro”, “2012” e “Entardecer”. Silva é dono de alguns dos mais respeitados prêmios do Brasil como os troféus APCA de Melhor Cantor e Nova Canção do Prêmio Multishow. Nascida no Amapá e criada no Rio de Janeiro, a alegre Lila foi a próxima atração a se apresentar no Coala Festival. Responsável por misturar estilos como a MPB e o pop, com uma leve influência de ritmos carnavalescos, a divertida cantora mostrou canções como “Strobo”, “Dinda” e “Aparição”, além da famosa “De Ladinho”, de Ivete Sangalo, e da inédita “Não é Não”.

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

Indicada ao Grammy Awards na categoria Melhor Álbum de World Music, a cantora e compositora paulista Céu presenteou as mais de 10 mil pessoas que esgotaram os ingressos do Coala Festival com uma apresentação impecável. No repertório, as canções “A Nave Vai”, Perfume do Invisível”, “Cangote”, “Arrastar-te-ei” e “Varanda Suspensa” foram cantadas à plenos pulmões pelos espectadores. O momento mais esperado para grande parte do público era o encontro inédito dos cariocas Cícero e Marcelo Camelo. Conhecido nacionalmente por fazer parte do grupo Los Hermanos, Camelo segue ao lado de Mallu Magalhães e Fred Ferreira com a Banda do Mar. Residindo há anos em Portugal, o músico fez a primeira apresentação de 2016 no Brasil no Coala Festival. A parceria com Cícero rendeu momentos inesquecíveis para o público como “Hey Nana” e “Vermelho”, da Banda do Mar; “Mais Tarde”, de Marcelo Camelo; “Ela e a Lata” e “Terminal Alvorada”, de Cícero; e “Conversa de Botas Batidas”, do grupo Los Hermanos.

A maior surpresa da noite ficou por conta da banda BaianaSystem. Apoiados em encontrar novas possibilidades para a guitarra baiana dentro da música nacional, o grupo mostrou principalmente canções de seu segundo álbum “Duas Cidades” (2016) e surpreendeu com a inesperada mistura causada pela participação especial de BNegão, da banda Planet Hemp. Escolhida para encerrar as mais de dez horas de música, a autêntica e polêmica rapper curitibana Karol Conka agitou o Coala Festival. Considerada uma das principais representantes do rap feminino no atual cenário musical no país, a cantora e compositora deixou clara a mensagem que “lugar de mulher é onde ela quiser”. Apoiada pela plateia, Karol levou todo mundo ao chão – literalmente – ao finalizar o evento com seu maior sucesso, “Tombei”.

>> Uniformizada, Banda do Mar comprova entrosamento em São Paulo

>> Um fim de semana com os Los Hermanos em São Paulo

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

(Foto: Edson Bortolotte / Setor VIP)

A 4ª edição do Coala Festival está confirmada para 2017, também na capital paulista. Para acompanhar as novidades do evento, basta curtir a página oficial da organização no Facebook.