200 mil pessoas acompanham novidades da cultura pop na CCXP

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

Do dia 01 ao dia 04 de dezembro, a São Paulo Expo Exhibition & Convention Center recebeu cerca de 200 mil pessoas para a Comic Con Experience. O evento celebra a cultura pop, com destaque para assuntos sobre séries, quadrinhos, games e cinema. Durante os quatro dias da terceira edição paulista, centenas de artistas passaram pelos disputados painéis do evento, incluindo Vin Diesel (de “Velozes e Furiosos”), Milla Jovovich (de “Resident Evil”), Nina Dobrev (de “Vampire Diaries”), Natalia Dormer (de “Game of Thrones”), Evanna Lynch (de “Harry Potter”) e Neil Patrick Harris (de “How I Met Your Mother”).

Principal homenageado da convenção, Renato Aragão relembrou momentos marcantes da vida, como quando beijou a mão do Cristo Redentor; e da carreira, como o sucesso alcançado ao lado dos companheiros Dedé, Mussum e Zacarias, no extinto “Os Trapalhões”. Além de confirmar o retorno do programa com quatro novos atores, o eterno Didi Mocó mostrou o trailer do filme “Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood”, 50º longa-metragem do artista. Renato Aragão foi ovacionado pelas cerca de três mil pessoas que acompanharam a homenagem e se emocionou diversas vezes, chegando às lágrimas em diversos momentos.

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

Antes da exibição da abertura do filme “Vigilante do Amanhã” (adaptação do anime japonês “Ghost in the Shell”), o painel da Paramount trouxe um recado exclusivo de Scarlett Johansson ao público brasileiro. Em seguida, os primeiros 20 minutos de “XXX: Reativado” antecederam a entrada do astro Vin Diesel, acompanhado da atriz Nina Dobrev e do lutador de MMA e ator Michael Bisping. Empolgado, Vin Diesel distribuiu acenos e repetiu diversas vezes o quanto é apaixonado pelo Brasil. Responsável por parte da euforia do público, Nina Dobrev se mostrou surpresa com o barulho que os mais de três mil emocionados admiradores fizeram.

Intérprete da rainha Margaery Tyrrel na série “Game of Thrones”, a atriz Natalie Dormer lotou o Auditório Cinemark com 3.500 pessoas. Carismática e bem humorada, a britânica elogiou os criadores do programa por colocar mulheres em papéis fortes de destaque, afirmou que deseja o sofrimento da personagem Cersei Lannister (Lena Headey) e relembrou sua participação na saga “Jogos Vorazes”. “Amo a ideia de ficar mais velha e o público crescer comigo. Não imaginava tantos fãs no Brasil, vocês são demais! Sem vocês não tenho trabalho, e meu trabalho é minha vida. Ou seja, vocês me dão a minha vida”, finalizou ovacionada.

(Foto: Daniel Deak)

No segundo dia, em um auditório com cerca de 700 lugares, Cauã Reymond recebeu o público para falar sobre a adaptação do livro “Dois Irmãos” para a televisão. Ao lado dos premiados quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá – responsáveis pelo quadrinho -, o ator contou que ganhou o livro da mãe anos atrás e que sempre sonhou em interpretar os gêmeos Yaqub e Omar. “É o papel da minha vida”, revela sucinto. Na mesma sala, o público pôde acompanhar uma conversa inédita com Alan Davis, Frank Quitely e Bill Sienkiewicz, intérpretes de personagens em fases distintas de X-Men, mutantes da Marvel.

Milla Jovovich e o diretor Paul W. S. Anderson – marido da atriz – vieram ao Brasil para falar sobre o desfecho da saga “Resident Evil”. O sexto longa-metragem, intitulado “O Capítulo Final”, demorou um ano a mais que o planejado para ficar pronto devido à gravidez de Jovovich. “Sinto uma conexão com a personagem, fico feliz em interpretar uma mulher forte, que não depende da aparência”, disse. “Alice é destemida e tem honra, qualidades que uma mãe, como eu, deve ter. Claro que não sou louca como ela, mas sim, ela faz parte de mim”, completou. Os fãs puderam conferir uma cena inédita de “Resident Evil 6”.

(Foto: Daniel Deak)

Evanna Lynch, intérprete da personagem Luna Lovegood, da saga “Harry Potter”, movimentou o terceiro dia da Comic Con Experience. A atriz se mostrou surpresa com a recepção calorosa dos admiradores. “Vocês sabem que eu não sou uma popstar? Se soubesse que seria assim, teria feito uma canção”, brincou. “Foi um privilégio ter sido escolhida para interpretar meu personagem favorito. Ver Daniel Radcliffe, conversar com ele e ele me responder foi muito estranho e mágico”, confessa antes de afirmar que participaria de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. “Preciso comprar creme para rugas para não parecer tão velha”, diverte-se.

(Foto: Daniel Deak)

O sábado também contou com as presenças de David Wenham – o Faramir da saga “O Senhor dos Anéis” -, David Ramsey – o Espartano da série “Arrow” – e Mark Pellegrino – o Lúcifer de “Supernatural”. Pellegrino contou que a série é vista por mais de 20 milhões de pessoas no mundo, além de relembrar que em uma de suas primeiras cenas o ator cantou o clássico “Simpathy For The Devil”, dos Rolling Stones, mas que a banda não liberou os direitos de uso da canção. “Vocês não imaginam o quanto é caro usar a música de alguém em outra obra”, brincou antes de confessar que seus episódios prediletos são “Yellow Fever” e “Changing Channels”.

No último dia da CCXP – como a convenção é carinhosamente chamada pelos fãs – apesar de um número imenso de grandes artistas como os protagonistas de “Shadowhunters” e “3%”; Brian J. Smith (Will Gorski), Miguel Ángel Silvestre (Lito Rodriguez) e Tina Desai (Kala), de “Sense 8”; e Ross Marquand (Aaron), de “The Walking Dead”; Neil Patrick Harris roubou os holofotes para falar sobre “Desventuras em Série”, que estreia em 13 janeiro. Famoso mundialmente pelo papel de Barney Stinson em “How I Met Your Mother”, Harris falou sobre a série em que interpreta o vilão Conde Olaf e mostrou cenas exclusivas.

(Foto: Daniel Deak)

Em 2016, a Comic Con Experience ocupou 100 mil metros quadrados da São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, 80% a mais que na edição de 2015. De 13 a 16 de abril de 2017, a CCXP desembarca pela primeira vez em Recife e retorna em dezembro para a capital paulista. O evento em São Paulo é considerado a maior convenção do gênero da América Latina. Em público, a Comic Con é a terceira maior do mundo, perdendo apenas para as edições de San Diego e Nova York.