“4XBIBI” comemora os 75 anos de carreira da estrela Bibi Ferreira

(Foto: Manuela Scarpa)

(Foto: Manuela Scarpa)

“Em uma noite, quatro grandes momentos de Bibi Ferreira, quatro personalidades mundiais da música que foram homenageadas em seus últimos concertos. Uma artista que atravessa gerações como exemplo de talento e dignidade dos nossos palcos. Por falar nisso, temos no mundo poucos artistas com uma carreira tão bonita e de tanto prestígio”, inicia Nilson Raman, o mestre de cerimônias do espetáculo “4XBIBI”, que comemora os 75 anos de carreira da estrela. Usando um vestido verde claro, a artista sobe ao palco e, bem humorada, cumprimenta o público. “Vou responder uma pergunta que me fazem a toda hora, em todas as entrevistas”, provoca antes de “Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás”, de Raul Seixas. Aos 94 anos, Bibi Ferreira arranca risos da plateia ao modificar a letra da canção para incluir parte de sua história, sempre se referindo aos acontecimentos como um passado distante.

A primeira parte do espetáculo relembra o show em homenagem à Amália Rodrigues com as canções “Fadinho Serrano”, “Perseguição”, “Nem às Paredes Confesso”, “Povo que Lavas no Rio” e “Uma Casa Portuguesa”. Bibi relembra que a cantora portuguesa afirmou certa vez que, se algum dia alguém fosse contar sua vida, Amália gostaria que fosse a atriz brasileira. Acompanhada pelo maestro Flávio Mendes e por uma orquestra de doze músicos, a apresentação segue com os tangos “Mano a Mano” e “Questa Abarro”, de Carlos Gardel. “Mamãe se mudou para Buenos Aires e me levou para a Argentina com um ano de idade. Não deu certo e voltamos para o Brasil. Eu não me lembro, mas acredito em tudo que contam”, brinca. “Meu tio Antonio trabalhava na embaixada argentina do Rio de Janeiro e ele convidava os cantores que vinham ao Brasil cantar nos cassinos para jantar em casa”, revela ao contar sobre como se iniciou sua paixão por tangos.

O atual show “Bibi Ferreira canta repertório Sinatra”, primeiro espetáculo criado por uma mulher em homenagem ao norte-americano, é a terceira parte do espetáculo. “Assim como apresentamos Piaf em Paris, Amália em Lisboa e Gardel em Buenos Aires, no mês que vem esse show estará em Nova York”, afirma Raman. “Night and Day”, “I’ve Got You Under My Skin”, “That’s Life”, “All The Way” e “The Lady is a Tramp” são as canções do artista considerado “A Voz”, que Bibi relembra no show comemorativo. Bibi agradece aos aplausos do público e joga beijos graciosamente em direção à platéia. Apesar de constantemente amparada pelo maestro e pelo mestre de cerimônias, a artista se mostra completamente disposta e com uma memória invejável, inclusive para corrigir os companheiros de palco, em relação a eventuais detalhes da história de sua vida e dos artistas que interpretou durante as últimas décadas.

O maior sucesso da carreira de Bibi Ferreira, a turnê “Bibi canta Piaf”, chegou a ser cancelada. A artista inicialmente achou o repertório da cantora francesa triste demais para um espetáculo. Ao mergulhar na carreira da artista, a brasileira descobriu canções que não conhecia, como a bonita “Millord”, primeira música relembrada no último bloco de “4XBIBI”. O espetáculo ficou um ano em cartaz e atraiu mais de 500 mil espectadores apenas em São Paulo. “Cantem comigo!”, pede durante a espetacular interpretação do sucesso “La Vie en Rose”. “A Quoi Ça Sert L’amour” (“Pra Que Serve o Amor”), em francês e em português, antecede a canção “Je ne Regrette Rien”. “Vocês querem que eu faça ‘Gota d’Água’?”, pergunta para o público. “São eles que mandam”, brinca com a resposta positiva. Para comemorar os 40 anos da montagem, Bibi surpreende o público com “Gota d’Água”, escrita por Chico Buarque. Ovacionada, Bibi Ferreira se despede com a clássica e tradicional canção “New York, New York”.

(Foto: Manuela Scarpa)

(Foto: Manuela Scarpa)

“4XBIBI” fez temporada no Theatro NET São Paulo entre os dias 12 e 28 de agosto. Nos dias 20 e 23 de setembro, Bibi Ferreira apresenta o espetáculo no Symphony Space, em Nova York. Mais informações através do site oficial da casa de espetáculos. Em outubro, o show desembarca em Lisboa, antes de chegar ao Rio de Janeiro, onde faz temporada às terças e quartas do dia 25 de outubro ao dia 9 de novembro, no Theatro NET Rio. “Para vocês que são muito melhores que tudo lá fora, minha terra que eu amo, povo que eu tenho paixão e respeito, muito obrigada por terem vindo!”, agradece.