Anitta recebe Karol Conka e Claudia Leitte em festa Combatchy

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Três grandes estrelas da atualidade se reuniram para uma apresentação especial no último domingo (19), véspera de feriado. Anitta, Claudia Leitte e Karol Conka subiram ao palco do Espaço das Américas, em São Paulo, como atração principal da Combatchy, festa idealizada pela funkeira e voltada principalmente ao público LGBT. Vestindo rosa sem combinar, as artistas se apresentaram no palco em formato de ringue nas mais diversas combinações. “Gandaia”, interpretada por Karol Conka, abriu a noite. “Senhoras e senhores, levantem as mãos!”, pediu Claudia Leitte ao entoar “Extravasa”, um dos números mais empolgantes do espetáculo. Acompanhada por seus dançarinos, Anitta apresentou um número de dança com a canção “Formation”, de Beyoncé, misturada aos sucessos “Blá Blá Blá”, “Não Para” e “No Meu Talento”.

Primeira dupla da edição paulista da Combatchy, Claudia e Karol interpretaram “K.O.”, canção de Pabllo Vittar. Os números solos seguiram com os enormes sucessos “Paradinha” (Anitta), “Tombei” (Karol Conka) e “Taquitá” (Claudia Leitte), promovendo de maneira direta e extremamente respeitosa a mistura de ritmos brasileiros que permearia até o final da noite. Ovacionada pelo público, Anitta interpretou “Bang” usando trechos de “Bitch Better Have My Money”, de Rihanna. “Cantem comigo!”, encorajou visivelmente satisfeita com a resposta do público às apresentações. Com Claudia Leitte, a artista recriou “Loka”, música de Simone e Simaria em parceria com Anitta.

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Karol retornou ao ringue com “É o Poder”, canção que antecedeu “Claudinha Bagunceira”. Na faixa, Claudia Leitte adicionou um trecho em versão reggae de “Sonífera Ilha”, dos Titãs. Vestindo um short mais curto, Anitta interpretou a recente “Is That For Me”. Em mais uma apresentação com seus dançarinos, a cantora chamou atenção por se mostrar visivelmente à vontade ao dançar sozinha no último trecho da canção. Substituindo Pabllo Vittar, Karol Conka acompanhou Anitta durante a execução de “Sua Cara”, canção gravada pela funkeira com participação da drag queen e do norte-americano Diplo. Pabllo esteve com Anitta na edição carioca da Combatchy.

Pela primeira vez ao vivo, Anitta interpretou a nova música “Downtown”, parceria com o colombiano J Balvin. Em um dos momentos mais bonitos da noite, a cantora criou um clima bastante sensual ao dançar de rosto colado com uma de suas dançarinas. Claudia relembrou sua época do Babado Novo com “Bola de Sabão”, enquanto Karol comemorou a parceria com o Boss in Drama com “Lista VIP”. Mostrando a diversidade no gosto musical das cantoras e o trabalho que as artistas tiveram para criar momentos especiais para a Combatchy, Anitta apresentou “Show das Poderosas” com trechos de “This Is What You Came For”, de Calvin Harris e Rihanna; enquanto Claudia e Karol apresentaram “Is This Love”, de Bob Marley, com o sample de “Billionaire”, de Bruno Mars. “Que noite incrível!”, soltou a rapper. “Eu tô tão feliz!”, completou Claudia Leitte.

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Com o áudio das vozes de Nego do Borel e Wesley Safadão, Anitta misturou as canções “Você Partiu Meu Coração” e “Essa Mina é Louca”. “Façamos de conta que é carnaval de Salvador”, pediu Claudia Leitte em “Beijar na Boca”, faixa que antecedeu “Lalá”, atual música de trabalho de Karol Conka. Pouco antes do fim, Claudia e Anitta interpretaram “Baldin de Gelo”, canção que antecedeu a versão em português e espanhol da canção “Largadinho”. Último número solo da noite, Anitta misturou “Work”, de Rihanna, com “Sim ou Não”, sem a participação de Maluma.

Juntas pela primeira vez, as artistas cantaram uma versão de “Independent Women, Pt. 1”, do trio Destiny’s Child. Com problemas no teleprompter, Claudia e Karol improvisaram parte da letra com frases como “esquecemos tudo”, “a gente vai levando” e “o que tá acontecendo nesse palco?”, causando um ataque de riso em Anitta. “Fizemos uma letra maravilhosa, mas escrevemos hoje”, contou Anitta. “O TP ferrou com a gente!”, completou antes de anunciar que fariam o número novamente. “Quando criei essa festa, minha ideia foi mostrar que não existe competição”, declarou Anitta antes de afirmar que era um evento para gays, lésbicas, simpatizantes, transsexuais e qualquer um que se sentisse à vontade para se divertir. “É uma festa sem preconceitos!”, finalizou antes de “Movimento da Sanfoninha”, que as artistas dançaram junto ao público.

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

A edição paulista da festa Combatchy teve transmissão ao vivo pelo canal a cabo Multishow. Após o programa, as cantoras repetiram um sucesso de cada uma, escolhidos pelo público. O evento acontecerá de maneira esporádica e com convidados diversos por algumas cidades brasileiras, mas ainda não possui a próxima edição agendada. Para acompanhar as próximas novidades, siga a página oficial da festa no Facebook.

error: