Antigos drive-ins inspiram delicado espaço temático da Caixa Belas Artes

(Foto: Divulgação)

Em 2011, São Paulo travou uma batalha contra o encerramento das atividades de um dos cinemas mais tradicionais da cidade. Reaberto como Caixa Belas Artes – o patrocinador é um dos responsáveis pelo funcionamento do marco cultural paulista -, o espaço se transformou em um dos mais completos pontos de encontro para os amantes da sétima arte. Filmes estrangeiros, brasileiros, antigos, musicais, infantis e documentários formam a diversa programação que ocupa as salas Villa-Lobos, Candido Portinari, Aleijadinho, Carmen Miranda e Mário de Andrade.

Desde 2016, a antiga sala Oscar Niemeyer cedeu seu espaço para a encantadora Drive-In. Inspirado nos estacionamentos que passavam filmes à céu aberto, o ambiente convida o público a reviver a experiência, popular principalmente entre as décadas de 50 e 60. A sala se divide em três categorias. No setor Super Luxo, as poltronas comportam até três pessoas, enquanto o De Luxe é ideal para casais. Ambas as categorias são formadas por bancos originais de carros como Dodge, Impala, Galaxie e Cadillac. O setor Passeio é formado por cadeiras comuns.

No fundo da sala, há uma lanchonete que funciona durante todo o período do filme. Inspirada no clássico trailer de viagem modelo Airstream, a cozinha serve um cardápio recheado de entradas, sanduíches, bebidas e sobremesas, que levam o nome dos mais diversos diretores, personagens e longas-metragens. O menu é assinado pelo tradicional Riviera Bar em parceria com a chef Mari Gilbertoni. Os horários divulgados na programação da sala Drive-In se referem ao acesso ao ambiente, a exibição do filme é iniciada entre 30 e 45 minutos após a abertura do espaço.

Embora nas décadas anteriores os carros fossem servidos por garçonetes, na sala Drive-In o pedido deve ser feito pessoalmente – preferencialmente no tempo que precede o filme – e retirado quando soar a campainha individual dada no ato do pedido. Os alimentos podem ser consumidos nas mesas em frente à lanchonete ou nos lugares. As bandejas possuem suportes para apoio nos assentos e podem ser deixadas embaixo dos bancos. A decoração da sala é composta ainda por faróis de automóveis distribuídos graciosamente pelas paredes do espaço.

O Caixa Belas Artes está localizado na Rua da Consolação, 2.423, em São Paulo. Os ingressos custam de R$09 (meia para o setor Passeio) a R$22 (inteira para o setor Super Luxo) às segundas-feiras; de R$10 (meia para o setor Passeio) a R$24 (inteira para o setor Super Luxo) às terças e quartas-feiras; e de R$13 (meia para o setor Passeio) a R$30 (inteira para o setor Super Luxo) de quinta a domingo e feriados. As entradas podem ser adquiridas na bilheteria do Caixa Belas Artes ou através do site oficial do Ingresso Rápido.

>> Grandes musicais são homenageados no espetacular “La La Land”

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)