Cinco passeios indispensáveis para fazer em Nova York!

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Conhecer uma cidade grande como Nova York demanda tempo e muito dinheiro. Como nem sempre ambos estão disponíveis, o Setor VIP separou alguns dos lugares mais importantes da cidade e que não precisam de ingresso ou de prévio agendamento para conferi-los. Andar pelas ruas da Big Apple é, por si só, uma experiência inesquecível e que vale qualquer esforço.

O Big Bus Tours oferece um serviço fácil e rápido para quem tem pouco tempo na cidade. São quatro trajetos que percorrem os principais pontos turísticos de Nova York. O visitante pode descer do ônibus para conferir de perto os mais atrativos e continuar o passeio no próximo veículo. Confira mapas, horários e valores no site oficial da Big Bus.

01] Times Square

A Times Square recebe quase 40 milhões de visitantes por ano. Na época, a praça recebeu esse nome por abrigar os escritórios do jornal The New York Times. Os estúdios da ABC – incluindo o famoso Good Morning America – e da MTV, a NASDAQ – uma das principais bolsas de valores do mundo -, as marcas The Disney Store, Sanrio, Hershey’s e M&M’s World são algumas das principais atrações do local.

Além de abrigar os famosos luminosos, a Times Square é o espaço que recebe a maior festa de fim de ano do mundo, normalmente com shows musicais e uma chuva de papéis picados. A praça está próxima à parte mais movimentada da Broadway, facilitando o acesso para os principais teatros e para os principais espetáculos como “Aladdin”, “Finding Neverland” e “Les Misérables”.

02] 5th Avenue

As maiores e mais bonitas lojas das marcas Gucci, Versace e Louis Vuitton estão na 5th Avenue, em Nova York. O caminho que liga o Washington Square Park ao Central Park, possui inúmeras lojas, incluindo a famosa Apple Store e a divertida Lego Store. No caminho, pontos turísticos importantes como o Empire State Building, a New York Public Library, o Rockefeller Center e a St. Patrick’s Cathedral pedem para ser fotografados. Bateu a fome? Que tal tomar um café em frente à Tiffany & Co, imitando a clássica cena de “Bonequinha de Luxo” (1961)?

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

03] Central Park

Em 1908, James Stuart Blackton produziu a primeira versão de “Romeu e Julieta” nos Estados Unidos. O longa metragem foi o primeiro a ter cenas gravadas no Central Park, em Nova York. Hoje são quase 400. “De Repente 30” (2004), “O Diabo Veste Prada” (2005), “Os Produtores” (2005) e “Comer Rezar Amar” (2009) contribuíram para que o parque conquistasse o título de locação mais utilizada em filmes no mundo!

Mas não é só para relembrar as mais diversas histórias que o parque tem que ser visitado. Na região, há diversos museus, como os famosos American Museum of Natural History, The Metropolitan Museum of Art e Solomon R. Guggenheim Museum. Além disso, o famoso memorial Strawberry Fields, em homenagem a John Lennon, está localizado dentro do parque, em frente ao The Dakota Building, onde o músico morava e foi assassinado.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

04] Chelsea Market

O Chelsea Market é um espaço que reúne dezenas de lojas de todos os tipos. É uma mistura de feira popular com um shopping center. Nele é possível encontrar desde temperos indianos até utensílios de cozinha dos mais modernos. Há estabelecimentos de doces, capas de celular, bijuterias, frutos do mar… É necessário ter tempo para conferir todas as vielas e vale a pena! Mesmo que a ideia seja não gastar dinheiro. O visual é impecável.

Atravessando a rua, está o High Line, um parque suspenso que utiliza uma linha de trem desativada. O projeto foi inspirado no Promenade Plantée, um parque similar aberto em Paris, em 1993. Nas redondezas, o prédio do Google, o Whitney Museum of American Art e os piers do Hudson River com visão para Nova Jersey atraem parte dos frequentadores.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

05] Brooklyn Bridge

Foram necessários 14 anos até que a construção da Brooklyn Bridge fosse finalizada. Inaugurada em 1883, a estrutura chegou a ser a maior ponte suspensa do mundo e suas torres as obras mais altas de Nova York. O Brooklyn tornou-se um dos bairros queridinhos da cidade. Restaurantes, sorveterias, feiras, teatros… há uma infinidade de opções, que se tornam muito mais interessantes para quem tem a disposição de atravessar, à pé ou de bicicleta, os quase dois mil metros de comprimento. Como prêmio, a vista de Manhattan do Brooklyn Bridge Park é de tirar o fôlego!

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)