Cirque du Soleil transforma sexo no espetáculo “Zumanity”

Zumanity-do-Cirque-du-Soleil-em-Las-Vegas-Foto-de-Pierre-Manning

(Foto: Pierre Manning)

Localizado em Las Vegas, o New York-New York Hotel & Casino reproduz marcantes pontos turísticos da cidade considerada a capital do mundo. A Estátua da Liberdade, a Brooklyn Bridge e o Central Park são algumas das atrações lembradas no empreendimento. No cassino, ruas, lanchonetes e estações de metrô foram retratadas de forma fiel. Em um beco da cidade cenográfica, encontra-se um cabaré. O teatro pode passar despercebido por quem caminha pelas movimentadas ruas da “Big Apple”, mas não é esquecido por quem o confere por dentro. Criado especialmente para o espetáculo “Zumanity”, do Cirque du Soleil, o Zumanity Theatre acomoda quase 1.300 espectadores em um ambiente de sedução e luxúria.

“Zumanity” é o espetáculo que mais difere de uma apresentação circense da trupe canadense. O show mistura stand-up comedy, música e dança com números de malabarismo, força e contorcionismo. “Zumanity” não é um espetáculo para a família, pelo contrário. O show é a única criação do Cirque du Soleil proibida para menores de 18 anos. Sexo é o tema principal e a nudez constantemente explorada. Não de maneira explícita, mas nada discreta. Apesar das partes íntimas dos artistas não estarem expostas, o figurino criado pelo fashion designer francês Thierry Mugler, destaca músculos e contornos. Peitos masculinos e femininos são constantemente aproveitados, destacando a beleza natural do corpo humano e estimulando o desejo do público.

>> Cirque du Soleil “KÀ”: sonho de 165 milhões de dólares completa 10 anos

Zumanity-do-Cirque-du-Soleil-em-Las-Vegas-Foto-de-Pierre-Manning

(Foto: Pierre Manning)

O título do espetáculo é uma brincadeira com as palavras “zoológico” e “humanidade”. O show respeita e brinca com todas as formas de atração e com todas as fantasias. Apresentado por uma drag queen, “Zumanity” tem números solo, em casal – homem com mulher, homem com homem e mulher com mulher -, trios e grupais. E não tente minimizar o poder das palavras. Há números que incentivam orgias e que, inclusive, contam com a participação da plateia. O público, aliás, é um grande aliado do elenco. São muitas as participações e não há como fugir. Os momentos mais engraçados contam com os espectadores. Nenhum causa desconforto. Tudo é desenvolvido com cuidado e bom gosto, celebrando a vida, o amor, a atração física, o apetite e a liberdade sexual.

O elenco de quase 50 artistas, inclui uma banda que executa ao vivo as canções do espetáculo. Músicas contemporâneas, o rock e o tango são acrescidos de ritmos sensuais e batidas fortes. O cabaré que em um primeiro momento parece um espaço comum, surpreende ao se transformar dezenas de vezes, de diversas maneiras, reproduzindo uma das características mais marcantes do Cirque du Soleil. Escrito e dirigido por Dominic Champagne e René Richard Cyr, “Zumanity” passou por mudanças ao longo dos anos. O espetáculo teve atos antigos substituídos por números mais atuais. Alguns deles se tornaram tradicionais e, consequentemente, são os mais provocantes. Destacam-se “Waterbowl”, onde contorcionistas asiáticas fazem um número dentro da água; “Aerial Dream”, quando uma cena de sexo passa da cama para os ares; e “Orgy”, quando o elenco se reúne no palco para encenar uma orgia. “Chains”, número em que um dos artistas faz manobras no alto do teatro, sem qualquer tipo de proteção, preocupa mais do que diverte.

Os números apresentados em “Zumanity” não foram vistos antes em nenhuma montagem do Cirque du Soleil e só podem ser conferidos no show exclusivo de Las Vegas. Em cartaz desde setembro de 2003, o espetáculo se prepara para encerrar definitivamente suas atividades, portanto vista sua máscara, traga suas algemas e se prepare para um banho em uma banheira regada a champanhe e muitos morangos. Nem que seja para apenas observar. Não resista à tentação. “Zumanity” vai te seduzir.

Zumanity-do-Cirque-du-Soleil-em-Las-Vegas-Foto-de-Pierre-Manning

(Foto: Pierre Manning)

“Zumanity” está em cartaz no Zumanity Theatre, no New York-New York Hotel & Casino, em Las Vegas. De sexta à terça, às 19h e às 21h30. Os ingressos custam de $88,16 a $127,40 (taxas incluídas) e podem ser encontrados no site oficial do espetáculo. Há uma promoção limitada onde, comprando um ingresso, o segundo sai por $29,00 (taxas podem ser adicionadas). As entradas disponíveis são até o dia 28 de maio. E não se esqueça: o show é proibido para menores de 18 anos.