Com dezenas de poderes, Zezé se destaca em continuação de “Os Incríveis”

(Foto: Divulgação)

Quase 15 anos após o lançamento da primeira animação, “Os Incríveis 2” chega aos cinemas de todo o Brasil a partir de 28 de junho. Apesar do grande intervalo de tempo entre as produções, os personagens continuam com a mesma idade e o filme segue de onde parou anos atrás. Dirigido por Brad Bird (responsável pela primeira parte da história e por animações como “Ratatouille”), o roteiro levemente previsível – o que não tira o encanto do filme – mistura comédia inteligente, um certo suspense e muita aventura.

Como parte dos planos para reintegrar os heróis à sociedade, Helena retorna ao trabalho, enquanto Beto fica em casa cuidando dos pré-adolescentes Violeta e Flecha. Longe da mãe e com o pai focado nos filhos mais velhos, Zezé descobre seus superpoderes e tenta aprender a lidar com sua nova realidade. Grande destaque da animação, o bebê rouba todas as cenas em que aparece, mesmo que os criadores tenham tomado o cuidado de dividir o tempo igualmente entre todos os personagens, incluindo a participação da inesquecível Edna.

Além da descoberta dos poderes de Zezé, “Os Incríveis 2” destaca novamente a importância da união familiar, mas dessa vez, dando o papel de provedora para Helena, enquanto Beto aprende na prática as difíceis tarefas do dia-a-dia. A versão dublada surpreende com boas e populares referências nacionais em piadas específicas, pecando apenas uma ou duas vezes com citações bastante vergonhosas. “Os Incríveis 2” é uma animação extremamente bem feita, com a assinatura impecável da Disney-Pixar em mais um trabalho merecedor de aplausos.

Antes das sessões de “Os Incríveis 2”, há a exibição do curta-metragem “Bao”. Em mais de 30 anos e cerca de 20 curtas produzidos pela Pixar, “Bao” é o primeiro filme dirigido por uma mulher. A chinesa Domee Shi trabalhou em animações como “Divertidamente” (2015) e “O Bom Dinossauro” (2015), mas assina pela primeira vez a direção de uma obra. O curta-metragem é o mais longo exibido previamente antes de uma animação, com quase oito minutos de duração.

Durante a sessão exclusiva para convidados, a Disney aproveitou para mostrar trechos bastante impressionantes de seus próximos lançamentos, incluindo “Christopher Robin”, live-action com o personagem Pooh, programado para chegar às telas em 02 de agosto; “O Quebra Nozes e os Quatro Reinos”, fantasia que deve estrear em 01 de novembro; e “O Retorno de Mary Poppins”, com previsão de lançamento para 20 de dezembro.

(Foto: Divulgação)

“Os Incríveis” arrecadou mais de US$633 milhões ao redor do mundo, cerca de US$70 milhões apenas no final de semana de estreia. Lançado em 2004, “Os Incríveis” é a segunda maior abertura de uma animação na história.