Como Wilson Simonal, Ícaro Silva é ovacionado em musical “S’imbora”

Uma das vozes mais importantes da Música Popular Brasileira, Wilson Simonal pode ser conhecido ou recordado em “S’imbora, O Musical – A História de Wilson Simonal” que chega ao Teatro Cetip, em São Paulo, após uma concorrida e elogiada temporada no Rio de Janeiro. “Nem Vem Que Não Tem”, “Mamãe Passou Açúcar Em Mim”, “Sá Marina”, “Meu Limão, Meu Limoeiro”, “País Tropical”, “Lobo Bobo”, “Tributo a Martin Luther King”, “Vesti Azul”, “Carango” e “Na Tonga da Mironga do Kabuletê” são algumas das quase 40 canções apresentadas às diferentes gerações que se dispõem a acompanhar as 2h40 de duração do espetáculo.

Icaro-Silva-como-Wilson-Simonal-no-musical-Simbora-A-Historia-de-Wilson-Simonal-Foto-Leo-Aversa

Na pele do personagem título, Ícaro Silva conquista o público com seu inegável carisma e incontestável talento. Com um sorriso encantador, o ator e cantor transporta ao palco o melhor de Wilson Simonal. A graça e a energia contagiante do intérprete são apenas alguns dos adjetivos que os artistas tem em comum. A brilhante voz e a presença performática do pai de Max de Castro e Simoninha, são ingredientes que parecem estar no sangue de Ícaro, que durante a estreia do espetáculo na capital paulista, foi aplaudido com veemência em cena aberta e ovacionado pela plateia emocionada que lotou o espaço. “Vocês são o melhor público que tivemos até hoje”, agradeceu visivelmente impressionado.

Confira os bastidores da estreia do musical no Rio de Janeiro:

Somado aos oito músicos, outros 15 atores, cantores e bailarinos são responsáveis por traduzir a biografia do carioca para os palcos. A história de Wilson Simonal funde-se com a trajetória artística de grandes nomes do show business como os cantores Roberto Carlos e Eduardo Araújo, o produtor Luís Carlos Miele, os compositores Ronaldo Bôscoli (1928 – 1994) e Cesar Camargo Mariano, a atriz Brigitte Bardot, os apresentadores Flávio Cavalcanti (1923 – 1986) e Jô Soares, além dos diretores Walter Clark (1936 – 1997) e José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, todos presentes e cuidadosamente interpretados no musical.

Icaro-Silva-como-Wilson-Simonal-no-musical-Simbora-A-Historia-de-Wilson-Simonal-Foto-Leo-Aversa

Em determinado momento, Wilson Simonal participa do programa “O Fino da Bossa”, apresentado por Elis Regina (1945 – 1982) e Jair Rodrigues (1939 – 2014) na TV Record entre 1965 e 1968. Curioso destacar que Ícaro interpretou Jair durante “Elis, A Musical” em um número praticamente idêntico. Em “S’imbora”, o ator tem a possibilidade de participar da cena por um outro ângulo.

Além de Ícaro, destacam-se no elenco a cantora Cassia Raquel, que emociona o público com sua bela voz ao interpretar a cantora americana Sarah Vaughan (1924 – 1990) e o ator Thelmo Fernandes, que contagia a plateia com sua naturalidade ao dar vida ao produtor cultural – e grande amigo de Simonal – Carlos Imperial (1935 – 1992).

Veja o número “Nem Vem Que Não Tem”:

Com texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, direção de Pedro Brício e produção musical de Max de Castro, “S’imbora, O Musical – A História de Wilson Simonal” está em cartaz no Teatro Cetip (Rua Coropés, 88 – Pinheiros) às quintas (21h), sextas (21h), sábados (17h e 21h) e domingos (19h). Os ingressos custam de R$25,00 (meia) a R$180,00 (inteira) e podem ser encontrados na Tickets For Fun. Até 26 de julho.