Dennis Carvalho e elenco falam sobre espetáculo “Elis, A musical”

Ícaro Silva e Laila Garin

Ícaro Silva e Laila Garin

Depois de uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, onde foi visto por mais de 85.000 pessoas, “Elis, A musical” chega ao Teatro Alfa, em São Paulo, com a promessa de ser um dos espetáculos mais bem sucedidos do ano: “Falo do musical com o maior orgulho”, diz o diretor Dennis Carvalho. “É como um filho, um dos trabalhos mais marcantes de minha carreira”, entusiasma-se. “Ele vem todos os dias, é estranho quando ele não está”, conta Cláudio Lins.

Lins (César Camargo Mariano) faz parte do elenco que conta com grandes artistas e muitos destaques como Keila Bueno (Dona Ercy, mãe de Elis) e Ícaro Silva (Jair Rodrigues). Tuca Andrada, entra na temporada paulista substituindo Felipe Camargo no papel de Ronaldo Bôscoli: “Estava planejando estudar por três meses fora do Brasil, mas não podia recusar um pedido do Dennis”, conta. “Felipe estava excelente, mas esse elenco é muito generoso e fui muito bem recebido. Estou muito feliz principalmente por estar em São Paulo, essa cidade tão especial para a Elis”, finaliza Tuca.

Laila Garin

Laila Garin

Laila Garin, que vive a protagonista Elis Regina, arrepia e emociona com suas interpretações: “Encaramos como uma homenagem e não como uma imitação, acho que isso me deixou mais tranquila em encarar o desafio”. Ganhadora do Prêmio Shell de Melhor Atriz e de muitos outros durante a temporada carioca, a distraída atriz surpreende pela similaridade com Elis: “Não imaginava tantos prêmios e nem o reconhecimento do público, as pessoas chegam tão emocionadas até mim que hoje prefiro que assistam a peça e saiam tocadas, mais do que me achem parecida”, diz.

Das canções imortalizadas na voz de Elis, todas estão presentes. “Alô, Alô Marciano”, “Fascinação”, “Dois Pra Lá, Dois Pra Cá”, “Madalena”, “Maria, Maria”, “O Bêbado e a Equilibrista”, “Casa No Campo”, “Atrás Da Porta”, “Arrastão” e “Como Nossos Pais” são algumas das 51 canções, entre músicas, medleys e vinhetas, que integram o espetáculo. Como não poderia deixar de ser, ilustres figuras da Música Popular Brasileira são encenadas no palco como Tom Jobim, Miele, Lennie Dale e Vinícius de Moraes.

Laila Garin e Claudio Lins cantam “Dois Pra Lá, Dois Pra Cá”:

https://www.youtube.com/watch?v=x1ac1Ex08Yc

“Fiz questão de não tocar no assunto drogas. Esse espetáculo é uma homenagem à cantora, mulher e mãe”, explica o diretor sobre o tema que deu fim à vida da estrela. “É uma obra de ficção e não um documentário. Fui amigo nos últimos 3 anos de vida dela e ela não se drogava nos 2 primeiros. Se entrássemos no assunto, teríamos que levar o espetáculo para o lado policial e não queríamos isso”, conclui.

Escrito por Nelson Motta e Patrícia Andrade, a peça conta com direção musical de Délia Fischer e coreografia de Alonso Barros: “Sou fã da Elis e quando ela faleceu estava começando a dançar”, conta o coreógrafo. “Quando soube que teria esse musical, me ofereci para fazer sem saber o que seria”, emociona-se. Soma-se à equipe Marcos Flaksman, cenógrafo da peça, que trabalhou no último show de Elis, “Saudade do Brasil”.

Confira a galeria de fotos:

Laila Garin e Keila Bueno

Laila Garin e Keila Bueno

“Elis, A musical” fica em cartaz no Teatro Alfa (Rua Bento de Andrade Filho, 722, Santo Amaro, SP) até o dia 13/07. Os ingressos custam de R$20,00 (meia) à R$180,00 (inteira) e podem ser encontrados através do www.ingressorapido.com.br. Quintas, 21h; sextas, 21h30; sábados, 16h e 20h e domingos, 17h. Mais informações no site oficial de “Elis, A musical”.

error: