Di Ferrero comanda o Nx Zero na estreia da turnê “Norte”

Nx-Zero-estreia-turne-Norte-na-Audio-Club-em-Sao-Paulo

No começo da tarde do último sábado, 19, a movimentação de adolescentes em frente à Audio Club, em São Paulo, era intensa. A fila dobrava a esquina. Não precisava ser detalhista para reparar que haveria no local um show da banda Nx Zero. O nome do grupo estampava camisetas, faixas e cartazes de praticamente 100% do público. Horas depois, ao invés de diminuir, o burburinho aumentou. A hora do espetáculo se aproximava e as pessoas não paravam de chegar. Na madrugada de sábado para domingo, os integrantes Filipe Ricardo, Daniel Weksler, Conrado Grandino, Leandro Rocha e Diego Ferrero subiram ao palco para a estreia da turnê “Norte”.

“Modo Avião”, primeira canção do disco que dá nome ao show, é também encarregada pela abertura do espetáculo. “E aí, São Paulo?”, cumprimenta Di Ferrero durante “Por Amor”. Apesar de recém saídas do forno, ambas as músicas estão na boca do povo. Era praticamente impossível ouvir o vocalista, tamanha a força do coro vindo da plateia. “Norte” (2015) é o sexto álbum de estúdio da banda paulista. O primeiro single, “Meu Bem”, foi lançado oficialmente no dia 09 de junho. “Vocês estão aí?”, pergunta o vocalista fazendo dobrar a intensidade dos berros do público.

Nx-Zero-estreia-turne-Norte-na-Audio-Club-em-Sao-Paulo

O fanatismo dos adolescentes pelo Nx Zero é algo bonito de se ver. São jovens em formação que encontram nas palavras do grupo, exemplos a ser seguidos. E a banda é um excelente modelo. Falam de amor, mas sem deixar de lado a atitude e os preceitos do rock ‘n’ roll. “O Nx Zero me ajudou a superar um momento muito difícil da minha vida”, conta uma fã de 14 anos. Os pais apoiam. São dezenas acompanhando seus filhos menores de idade. O bom mocismo do Nx Zero conquista crianças e adultos. É impossível ficar parado ou não cantarolar aquela canção…

“Não é Normal” – primeiro hit da noite -, “Free Your Mind” e “Breve Momento” esquentam ainda mais o público para os grandes sucessos “Maré” e “Hoje o Céu Abriu”. Os números são seguidos pelas novas “Vibe”, “Golpe de Sorte” e “Personal Privê”, a última conta com um trecho de “Telefone”, de Tim Maia. “Que saudade, São Paulo! Estamos em casa, com a família Nx Zero que não somos só nós, são todos vocês”, discursa Di. “Esse disco é uma grande felicidade pra gente e essa festa está apenas começando”, orgulha-se em relação ao primeiro show da turnê. “Obrigado pelo carinho de todos! Vocês são fod*!”, resume no máximo de palavrões que os roqueiros da nossa geração são capazes de dizer, ou melhor, no máximo de palavrões que precisam dizer. O Nx Zero se faz entender com música.

Nx-Zero-estreia-turne-Norte-na-Audio-Club-em-Sao-Paulo

>> Confira trechos do show do Nx Zero no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

“Onde Estiver” e “Ligação” são provas da identificação que a banda causa no público. Dos mais de 100 prêmios aos quais o Nx Zero concorreu, pelo menos metade foram indicações populares. Entre os mais de 40 troféus que os meninos levaram para a casa estão o Grammy Latino, meia dúzia de MTV Video Music Brasil e oito prêmios Multishow. “Tá tudo bem aí?”, pergunta o simpático Di, antes de entoar as recentes “Milianos” e “Fração de Segundo”, que no disco conta com a participação do músico Lulu Santos. É a hora da emocionante “Cedo ou Tarde”, um dos hinos do Nx Zero.

“Bem ou Mal”, “Daqui Pra Frente” e a nova “Mandela” antecedem o maior sucesso da banda até hoje. “Vamos dar um descanso para os meninos?”. Ao violão e sozinho no palco, Diego Ferrero comanda a multidão em uma versão única e emocionante de “Razões e Emoções”. O cenário traz o símbolo do disco “Norte”, formado por lâmpadas que acendem de forma independente, e cria um clima de super produção. No chão do palco, a capa do álbum novo reflete o orgulho dos integrantes pela obra. Em formato triangular, o espaço possui a estrutura técnica visível, como se estivessem em um estúdio. A iluminação é um dos pontos positivos do novo show da banda, principalmente quando acertam a combinação de cores.

Nx-Zero-estreia-turne-Norte-na-Audio-Club-em-Sao-Paulo

“Eu nunca vou esquecer desse show”, confessa enquanto Fi, Dani, Caco e Gee retomam suas posições. “Vocês estão cansados?”, pergunta antes de “Marcas de Expressão”. É a vez de “Só Rezo” e de comprovar que o Nx Zero é capaz de fazer o público dançar mesmo após duas horas de um show eletrizante. “Pedra Murano”, “Vamos Seguir” e, claro, “Meu Bem” encerram a histórica apresentação.