Divertidas histórias integram marcante repertório do show de Michael Bolton

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Grandes clássicos da música mundial foram tocados durante a noite de terça-feira (13) em São Paulo. Com mais de 65 milhões de discos vendidos, Michael Bolton executou seus principais sucessos no show “Time, Love & Tenderness”, no Espaço das Américas. Para um público modesto, o norte-americano mostrou que continua afinado e não poupou palavras para transformar a apresentação em um espetáculo extremamente agradável. “Obrigado!”, agradece em português após “Stand By Me”, canção responsável pela abertura do show. “Muito obrigado por terem vindo. Nós encorajamos que façam todo o barulho que quiserem fazer!”, libera.

“Só não se machuquem, o show acabou de começar!”, completa quando interrompido por gritos histéricos. “Vamos performar algumas canções que vocês conhecem muito bem, então não fiquem tímidos, sintam-se à vontade para cantar versos, refrões e até solos de guitarra. Essa noite é de vocês!”, afirma antes de “To Love Somebody”, gravado pelos Bee Gees. “Preciso me sentar para executar essa música. Fiz essa canção em 1987, quando eu tinha cinco anos de idade”, conta provocando risadas na plateia. O artista havia passado dos trinta. “É assim que sei que vocês estão me entendendo”, completa antes de “(Sittin’ On) The Dock of the Bay”, de Otis Redding.

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Um dos inúmeros grandes sucessos da carreira de Michael Bolton, “Said I Loved You… But I Lied” comoveu o público. A canção faz parte do disco “The One Thing” (1993), que vendeu aproximadamente seis milhões de cópias pelo mundo. “Não entendo o que dizem, mas vocês estão se divertindo, certo?”, pergunta antes de “You Don’t Know Me”, faixa composta por Cindy Walker e gravada originalmente por Eddy Arnold. Em seguida, o músico agita a plateia com “That’s Life”, canção de Marion Montgomery, eternizada após a interpretação de Frank Sinatra.

“Essa música nasceu depois que recebi uma ligação dos estúdios Disney”, conta sob uma chuva de aplausos. “Me disseram que produziriam o filme ‘Hércules’, então pensei o mesmo que vocês: que eu deveria procurar imediatamente uma academia!”, brinca bem humorado. “Pediram para que eu cantasse o tema do filme e a música acabou sendo indicada ao Oscar”, relembra antes de “Go The Distance”, belíssima canção que perdeu a estatueta para o gigantesco sucesso “My Heart Will Go On”, gravado por Celine Dion para o filme “Titanic” (1997).

>> Mais vídeos exclusivos de Michael Bolton no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

>> Phil Collins comanda espetáculo repleto de sucessos em São Paulo

Para o bloco em que interpreta duetos, Michael Bolton convida ao palco a cantora Sam Fly. “Adele tornou essa música famosa. Nós amamos Adele, mas o compositor dessa canção é Bob Dylan”, conta antes de “Make You Feel My Love”. Escrita em 1983, mas lançada pelo cantor apenas no disco “Soul Provider” (1989), “How Am I Supposed to Live Without You”, rendeu ao músico o Grammy de Melhor Performance Vocal Pop Masculina. Depois de “Ain’t No Mountain High Enough”, clássico de Marvin Gaye e Tammi Terrell, Michael Bolton emociona a plateia com o último dueto da noite. “Essa música foi escrita por um amigo meu chamado David Foster”, anuncia antes de “The Prayer”, canção original de Celine Dion com participação de Andrea Bocelli.

Mudando o direcionamento do espetáculo, Michael Bolton troca o violão pela guitarra para a execução de “Sweet Home Chicago”, blues gravado por Robert Johnson. Pouco antes do fim, o músico se retira do palco para trocar de figurino, enquanto o saxofonista Jason DeLaire distrai o público por cerca de dez minutos com canções como “You Are So Beautiful”. Então, o artista surge na plateia para a interpretação do clássico “When a Man Loves a Woman”, de Percy Sledge. Animadas, as canções “How Can We Be Lovers” e “Steel Bars” anunciam o fim do espetáculo, seguidas pela faixa que intitula o show, “Time, Love & Tenderness”. De volta ao palco para a última música, Michael Bolton surpreende o público ao interpretar “Soul Provider”.

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Depois de passar pelo Rio de Janeiro, pela Bahia e por São Paulo, Michael Bolton se despede do Brasil com apresentação em 15 de março, no Teatro Positivo, em Curitiba (PR). A turnê “Time, Love & Tenderness” segue para os Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Europa, sem data oficial de encerramento. Para mais informações sobre a passagem do músico por outras cidades, acesse a página oficial de Michael Bolton no Facebook.