Em apresentação inédita, Zezé Di Camargo e Luciano gravam DVD “Flores em Vida”

ZLTopo

Com quase duas horas de atraso, Zezé Di Camargo e Luciano subiram ao palco do Citibank Hall, em São Paulo, para a gravação do DVD “Flores em Vida”. No momento em que as luzes da casa se apagaram e a voz do ator Lima Duarte surgiu nos alto falantes, as imagens do telão sumiram e indicaram que a noite seria longa. No palco, a tradicional banda que acompanha a dupla dividiu o espaço com uma orquestra de doze músicos. Apreciados por seus pais, Helena e Francisco, e por grande parte da família, incluindo a ex-mulher de Zezé, Zilu, o show recomeçou e “Seca Verde” deu início a mais um degrau na história dos cantores.

Com os ingressos esgotados – a casa estava em sua capacidade máxima -, a dupla agradeceu ao público paulista e aos presentes vindos de outras localidades. Na plateia, era possível ver cartazes e bandeiras de países como Argentina e Paraguai. A intervenção aconteceu antes de “Sufocado”, adaptação da canção “Drowning”, do grupo Backstreet Boys, e de “Coisas do Amor”, versão de “When You’re Gone”, do cantor Bryan Adams.

“O Defensor”, primeira música inédita da noite, será o single promocional do trabalho ao vivo. Segundo Luciano, a canção estará presente no CD que acompanhará o registro. Ao repetir a música, Zezé contou que o clipe da faixa será extraído do DVD. A faixa não deve repetir o sucesso de “Flores em Vida”. De melodia comum e letra de gosto duvidoso (a música fala sobre violência contra a mulher e Zezé cantarola ao final, provavelmente sem perceber, a afirmação “ele vai te bater”), “O Defensor” chama atenção apenas pelos vocais pré-gravados impecáveis da dupla. É a vez de “Pra Não Pensar Em Você” e “Dou a Vida Por Um Beijo”, essa última aplaudida com veemência quando precisou ser refeita.

Pela primeira vez na noite sem o cantor Luciano, o mais velho da dupla entoa a conhecida “I Do It For You”, mais uma referência ao trabalho de Adams. Mesmo sendo playback, a canção foi repetida: “Alguém me dá um retoque? Quero estar bonito no DVD!”, brincou Zezé visivelmente apreensivo. Com letra do cantor Gusttavo Lima, “Se For Pra Judiar” foi mais uma das faixas de “Teorias de Raul” (2014) escolhidas para integrarem o novo repertório de “Flores em Vida”.

ZLGal07

Em “Cada Volta É Um Recomeço”, Zezé Di Camargo e Luciano levantaram os admiradores e prepararam o público para o medley de “Tão Linda e Tão Louca” com “Faz Mais Uma Vez Comigo”. Sem lembrar a letra da mais antiga – mas divertindo-se e divertindo a plateia -, Zezé refez o número que foi seguido por “Mentes Tão Bem”.

Antes de cantar “Caruso”, de Lucio Dalla (1943 – 2012), Zezé pediu a atenção do público para o vídeo em que Roberto Carlos elogia seu alcance vocal. Visivelmente irritado com a plateia que não deu atenção ao momento, o cantor pediu que o vídeo fosse repetido outras duas vezes. Em nenhuma delas o público fez silêncio ou pareceu se importar: “Ele é o meu ídolo e essas palavras são importantes para mim”, confessou. Insatisfeito com o resultado de seu número solo, o artista pediu para refazê-lo.

Em uma das poucas participações ativas da plateia depois de tanto tempo de espera, “Preciso de Você” animou os mais tradicionais que voltaram a sentir a demora quando Zezé sentou em frente ao palco para tocar sanfona. Totalmente dispensável, o banco utilizado para a gravação do bloco era gigantesco e precisou de oito pessoas para carregá-lo. Os clássicos “Do Outro Lado da Cidade” (gravada originalmente pela dupla Guilherme e Santiago) e “Ainda Ontem Chorei de Saudade” (de Moacyr Franco) foram entoados antes do retorno de Luciano, chamado carinhosamente de “meu talismã” por Zezé, que só conseguiu emplacar no rádio após a parceria com o irmão.

Com “A Saudade É Uma Estrada Longa”, de Almir Sater, a dupla percebeu que o público estava cansado. “Vocês não gostam de moda de viola?”, questionou Zezé quando a canção precisou ser repetida. “Gravação de DVD é assim mesmo, mas a gente tenta repetir o menor número de coisas possíveis”, explicou. A segunda inédita da noite, “Manda Um Sinal” (da dupla Carlos e Jader), também foi refeita após um problema nas imagens do telão.

O que parecia impossível aconteceu quase três horas após o início da gravação. “No Dia Em Que Eu Saí de Casa” – um dos momentos mais emocionantes da noite, quando fotos da vida da dupla incluindo pais, filhos, irmãos e esposas apareceram no telão – deu início à sequência de canções mais especial do show. “É o Amor”, “Flores em Vida”, “Sem Medo de Ser Feliz”, “Felicidade, Que Saudade de Você” e “Preciso Ser Amado” arrebataram o público e fecharam a apresentação – que teve mais de 30 músicas – com chave de ouro.

ZLGal08

Muito foi dito sobre a capacidade vocal de Zezé e da utilização de playback durante as músicas novas. Quem acompanha a dupla sabe do talento indiscutível que os irmãos possuem e do porque de terem se tornado dois dos artistas mais importantes do país. Desde novembro do ano passado, Zezé Di Camargo e Luciano viajam o Brasil com a turnê “Flores em Vida” e em nenhum momento utilizam recursos pré-gravados. É natural que com a quantidade de material novo, somado ao nervosismo de eternizar o momento em um produto, o artista utilize saídas que o deixe confortável e seguro. Medida que não é exclusiva nem de Zezé e Luciano e muito menos de artistas nacionais.

Em 2016, a dupla completa 25 anos de carreira e não precisa provar mais nada para ninguém. O registro ao vivo de “Flores em Vida”, será o 25° trabalho dos irmãos e, por se preocuparem com a qualidade de suas produções, deverá ser mais um grande sucesso de vendas. Para comprovar o carisma e a competência que Zezé Di Camargo e Luciano mantêm até hoje, acompanhe a agenda de shows dos sertanejos e assista a uma das impecáveis apresentações de estrada da turnê “Flores em Vida”.

>> Leia nossa crítica do show de estrada “Flores em Vida”.

ZLGal12