Eva Wilma divide o palco com Suely Franco em “Quarta-Feira, sem Falta, Lá em Casa”

(Foto: Jonatas Marques)

Laura e Alcina são amigas há mais de 40 anos e se encontram todas as quartas-feiras para tomar chá e conversar sobre trivialidades do dia a dia. Em um desses encontros, enquanto as senhoras relembram passagens de suas vidas, descobrem que não conhecem tudo uma da outra. Com Eva Wilma e Suely Franco, “Quarta-Feira, sem Falta, Lá em Casa” está em cartaz desde o início de outubro no Teatro Porto Seguro, em São Paulo.

Oficialmente, é a terceira vez que a peça é encenada no Brasil. Em 1977, o texto estreou no Rio de Janeiro dirigido por Gracindo Júnior com Eva Todor e Henriette Morineau. Beatriz Segall e Miriam Pires protagonizaram o espetáculo em 2002. No retorno da temporada, Nicette Bruno substituiu Miriam Pires, falecida meses antes durante as gravações da novela “Senhora do Destino” (2004). O texto escrito pelo carioca Mario Brasini chegou a ser traduzido para diversas línguas, incluindo alemão, espanhol e inglês.

Dirigidas por Alexandre Reinecke – diretor da temporada dos anos 2000 -, Eva Wilma e Suely Franco são o grande trunfo do espetáculo. Apesar da troca que ocorre durante os diálogos entre as grandes atrizes são os monólogos que transformam a comédia dramática em uma montagem especial. Eva encanta a plateia durante a primeira parte do espetáculo, enquanto Suely se destaca do meio para o final. Na equipe técnica, apenas o figurino assinado por Fábio Namatame não passa despercebido perante o encontro das atrizes em cena.

>> Rodrigo Lombardi e Sergio Mamberti atuam em clássico de Arthur Miller

>> “Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812”: criativo e emocionante!

(Foto: Jonatas Marques)

“Quarta-Feira, sem Falta, Lá em Casa” está em cartaz no Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos), em São Paulo, às sextas (21h), sábados (21h) e domingos (19h). As entradas custam de R$35,00 (meia) a R$90,00 (inteira) e podem ser encontradas no site oficial da Tudus. “Quarta-Feira, sem Falta, Lá em Casa” tem classificação indicativa para maiores de 12 anos e duração de cerca de 70 minutos. Até 25 de novembro. Estrela1 Estrela1 Estrela1