“La La Land” e “Moonlight” são os grandes vencedores do Oscar 2017

(Foto: Divulgação)

No último domingo (26), o Dolby Theatre, em Los Angeles, recebeu algumas das maiores estrelas de cinema do mundo para a 89ª cerimônia de entrega do Oscar. Considerada a mais importante premiação da indústria, a festa ficou marcada pelos inúmeros discursos contra o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e pela enorme confusão durante a entrega do troféu de Melhor Filme.

Pouco antes do encerramento do evento, Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram “La La Land – Cantando Estações” como o grande vencedor da noite, quando o premiado, na verdade, era “Moonlight – Sob a Luz do Luar”. O erro aconteceu após uma troca de envelopes, esclarecida apenas quando todos os profissionais envolvidos no musical estavam no palco prontos para o discurso de agradecimento.

Apesar da confusão causada na hora da entrega do mais importante prêmio da noite, “La La Land” se consagrou como o grande vencedor da cerimônia, levando seis troféus, contra três de “Moonlight”, segundo maior ganhador de estatuetas da edição. Além do prêmio de Melhor Atriz para Emma Stone, a festa ficou marcada por comemorar a 20ª indicação para Meryl Streep, considerada uma das maiores atrizes do planeta.

>> Grandes musicais são homenageados no espetacular “La La Land”

>> Os vencedores da 59ª edição do Grammy Awards!

(Foto: Divulgação)

MELHOR FILME
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“Estrelas Além do Tempo”
“Lion – Uma Jornada para Casa””
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”
“Um Limite Entre Nós”
“A Qualquer Custo”
“La La Land – Cantando Estações”
“Manchester à Beira-Mar”

MELHOR ATRIZ
Isabelle Huppert, por “Elle”
Ruth Negga, por “Loving”
Natalie Portman, por “Jackie”
Emma Stone, por “La La Land – Cantando Estações”
Meryl Streep, por “Florence: Quem é Essa Mulher?”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Viola Davis, por “Um Limite Entre Nós”
Naomie Harris, por “Moonlight – Sob a Luz do Luar”
Nicole Kidman, por “Lion – Uma Jornada para Casa””
Octavia Spencer, por “Estrelas Além do Tempo”
Michelle Williams, por “Manchester à Beira-Mar”

MELHOR ATOR
Casey Affleck, por “Manchester à Beira-Mar”
Andrew Garfield, por “Até o Último Homem”
Ryan Gosling, por “La La Land – Cantando Estações”
Viggo Mortensen, por “Capitão Fantástico”
Denzel Washington, por “Um Limite Entre Nós”

ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali, por “Moonlight – Sob a Luz do Luar”
Jeff Bridges, por “A Qualquer Custo”
Lucas Hedges, por “Manchester à Beira-Mar”
Dev Patel, por “Lion – Uma Jornada para Casa””
Michael Shannon, por “Animais Noturnos”

DIREÇÃO
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“La La Land – Cantando Estações”
“Manchester à Beira-Mar”
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”

MELHOR ANIMAÇÃO
“Kubo e As Cordas Mágicas”
“Moana”
“Minha Vida de Abobrinha”
“A Tartaruga Vermelha”
“Zootopia: Essa Cidade é o Bicho”

ROTEIRO ORIGINAL
“A Qualquer Custo”
“La La Land – Cantando Estações”
“O Lagosta”
“Manchester à Beira-Mar”
“20th Century Women”

ROTEIRO ADAPTADO
“A Chegada”
“Um Limite Entre Nós”
“Estrelas Além do Tempo”
“Lion – Uma Jornada para Casa”
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”

FILME ESTRANGEIRO
“Um Homem Chamado Ove” (Suécia)
“Terra de Minas” (Dinamarca)
“Tanna” (Austrália)
“O Apartamento” (Irã)
“Toni Erdmann” (Alemanha)

DOCUMENTÁRIO
“Fogo no Mar”
“Eu Não Sou Seu Negro”
“Life, Animated”
“O.J.: Made in America”
“A 13ª Emenda”

TRILHA SONORA
“Jackie”
“La La Land – Cantando Estações”
“Lion – Uma Jornada Para Casa”
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”
“Passageiros”

CANÇÃO ORIGINAL
“Audition”, de “La La Land – Cantando Estações”
“Can’t Stop the Feelings”, de “Trolls”
“City of Stars”, de “La La Land – Cantando Estações”
“The Empty Chair”, de “Jim: The James Foley Story”
“How Far I’ll Go”, de “Moana”

MELHOR CURTA-METRAGEM
“Ennemis Intérieurs”, de Sélim Azzazi
“La Femme et le TGV”, de Timo von Gunten
“Silent Nights”, de Aske Bang
“Sing (Mindenki)”, de Kristof Deák
“Timecode”, de Juanjo Giménez

MELHOR DOCUMENTÁRIO CURTA-METRAGEM
“Extremis”, de Dan Krauss
“4.1 Miles”, de Daphne Matziaraki
“Joe’s Violin”, de Kahane Cooperman e Raphaela Neihausen
“Watani: My Homeland”, de Marcel Mettelsiefen e Stephen Ellis
“The White Helmets”, de Orlando von Einsiedel e Joanna Natasegara

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
“Pearl”
“Piper: Descobrindo o Mundo”
“Blind Vaysha”
“Pear Cider and Cigarettes”
“Borrowed Time”

FOTOGRAFIA
“A Chegada”
“La La Land – Cantando Estações”
“Lion”
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”
“Silêncio”

EFEITOS VISUAIS
“Horizonte Profundo: Desastre no Golfo”
“Doutor Estranho”
“Mogli: O Menino Lobo”
“Kubo e as Cordas Mágicas”
“Rogue One: Uma História Star Wars”

EDIÇÃO DE SOM
“A Chegada”
“Horizonte Profundo – Desastre no Golfo”
“Até o Último Homem”
“La La Land – Cantando Estações”
“Sully – O Herói do Rio Hudson”

MIXAGEM DE SOM
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“La La Land – Cantando Estações”
“Rogue One: Uma História Star Wars”
“13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi”

MAQUIAGEM E CABELO
“Um Homem Chamado Ove”
“Star Trek: Sem Fronteiras”
“Esquadrão Suicida”

FIGURINO
“Aliados”
“Animais Fantásticos e onde Habitam”
“Florence: Quem é Essa Mulher?”
“Jackie”
“La La Land – Cantando Estações”

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
“A Chegada”
“Animais Fantásticos e onde Habitam”
“Ave, César!”
“La La Land – Cantando Estações”
“Passeiros”

MONTAGEM
“A Chegada”
“Até o Último Homem”
“A Qualquer Custo”
“La La Land- Cantando Estação”
“Moonlight – Sob a Luz do Luar”