“Les Misérables” comemora 100 apresentações e 150 mil espectadores

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

Após o avassalador sucesso de “Wicked” (2016), o Teatro Renault, em São Paulo, recebe o premiado espetáculo “Les Misérables”. Baseada na obra de Victor Hugo, a história chega à centésima apresentação ultrapassando a marca de 150 mil espectadores. “Les Misérables” foi o musical responsável pela reabertura do antigo Teatro Paramount (1929), primeiro cinema colorido da América Latina e palco dos grandes festivais promovidos pela Rede Record, que destacou artistas como Roberto Carlos, Elis Regina, Jair Rodrigues e Chico Buarque.

Em 1969, um incêndio destruiu o teatro, com exceção do foyer e da fachada. 32 anos depois, o espaço reabriu com o mesmo prestígio sob o título de Teatro Abril, considerado uma das mais modernas casas de espetáculos da América Latina. Na época, “Les Misérables” era um musical ainda mais denso do que nos dias atuais. Para a comemoração de 25 anos, o espetáculo teve algumas passagens transformadas em cenas mais leves, com inserção de projeções modernas e figurinos mais coloridos. Tanto o roteiro, como as canções, permaneceram inalteradas no revival que pode ser visto atualmente em diversos países pelo mundo, incluindo o Brasil.

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

Algumas das mais famosas canções da história do teatro musical são de “Les Misérables”, como “On My Own”, “I Dreamed a Dream” e “One Day More”. No elenco estão alguns dos mais bem conceituados artistas do gênero no país, incluindo Ivan Parente, Andrezza Massei e Nando Pradho. Apenas para ilustrar, o último esteve presente nas montagens “A Bela e a Fera”, “O Fantasma da Ópera” e “Miss Saigon”. Intérprete do vilão Javert, o cantor se consagra como uma das grandes surpresas de “Les Misérables”.

Ivan Parente e Andrezza Massei formam o que Sacha Baron Cohen e Helena Bonham Carter deveriam ter sido no longa-metragem homônimo lançado em 2012. Responsáveis por interpretar o casal Thénardier, os artistas arrancam aplausos do público em diversos momentos, encorajados pela naturalidade com que escancaram suas maldades. Apesar de mais jovem, o restante do elenco principal, formado por artistas como Clara Verdier (Cosette), Filipe Bragança (Marius), Laura Lobo (Éponine) e Pedro Caetano (Enjolras), possui histórico e talento suficientes para causar espanto em qualquer aspirante a estrela da Broadway ou do West End.

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

Escolhido entre centenas de candidatos para viver o protagonista Jean Valjean, o espanhol Daniel Diges contorna o estranhamento inicial do público em relação ao seu forte sotaque, com sua belíssima voz. O artista encanta a plateia ao brincar com fascinante facilidade com os graves e agudos clássicos da linha musical do personagem. Conhecido na Espanha por integrar o elenco de espetáculos como “We Will Rock You”, “Mamma Mia!” e “A Bela e a Fera”, Diges interpretou Enjolras (2010-2012) e Valjean (2014-2015) na versão espanhola de “Les Misérables”.

Produzido por Cameron Mackintosh, com músicas de Claude-Michel Schönberg e letras de Herbert Kretzmer, “Les Misérables” conta com um cenário de tirar o fôlego (originalmente criado por Matt Kinley), uma iluminação espetacular (assinada por Paule Constable) e cenas marcantes o suficiente para permanecerem na memória do espectador para sempre. Com direção original de Laurence Connor e James Powell, a recente versão brasileira de “Les Misérables” tem Rachel Ripani como diretora residente, Olivia Branco como assistente de direção e movimento, e Paulo Nogueira à frente da direção musical e de uma orquestra composta por quinze músicos.

>> Após 16 anos, “Les Misérables” retorna em versão inédita ao Brasil

>> Broadway se despede do emocionante “Les Misérables”

(Foto: Cíntia Carvalho / Setor VIP)

“Les Misérables” está em cartaz no Teatro Renault (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 – República), em São Paulo, quintas (21h), sextas (21h), sábados (16h e 21h) e domingos (15h e 20h). Os ingressos custam de R$25,00 (meia) a R$330,00 (inteira) e podem ser encontrados no site oficial da Tickets For Fun. O espetáculo possui 2h55 de duração, incluindo um intervalo de 15 minutos. “Les Misérables” tem classificação livre, mas não é permitida a entrada de menores de 12 anos desacompanhados. Até 10 de dezembro. Estrela1 Estrela1 Estrela1 Estrela1 Estrela1

error: