Marcos e Belutti cantam o amor e surpreendem público em São Paulo

COLABORAÇÃO: Andre Aoki

Na última sexta-feira (12), o Espaço das Américas celebrou a noite dos namorados em grande estilo. O palco da casa recebeu os paulistas Marcos e Belutti, e quem saiu de casa para ir a Barra Funda prestigiar a dupla não se arrependeu. A dupla subiu ao palco às 23h com a bombástica canção “3, 2, 1”, perfeita para abrir um show sertanejo. A reação do público foi imediata: mesmo sentada à mesa, abastecida por comes e bebes, a plateia já se mostrava agitada. Todos pareciam hipnotizados pela figura dos artistas e totalmente imersos na performance.

Marcos e Belutti comemoram Dia dos Namorados com show no Espaço das Américas em São Paulo.

(Foto: Carla Niciolli)

Sem dar tempo para que o público tomasse fôlego, a dupla logo emendou “Mentirosa”, hit onipresente nas rádios mais populares do país, seguida de “Amor de Madrugada”, que brindou os pagantes com a sanfona e a letra mais insinuante da noite. Marcos aproveitou para incendiar alguns olhares de moças com seu gingado. A camisa azul escura, o topete reluzente, a calça de couro cor-de-vinho colada às pernas e a barba rente ao rosto pareciam servir de moldura para a simpatia de moço mais visado da balada. Nesse mesmo clima, “Desce do Salto” encerrou a sequência de músicas festeiras.

Marcos e Belutti comemoram Dia dos Namorados com show no Espaço das Américas em São Paulo.

(Foto: Carla Niciolli)

A dupla fez questão de ressaltar que a oportunidade de se apresentar naquela casa era a realização de um sonho antigo e cumprimentou os casais e solteiros presentes. Durante todo o concerto, foram simpáticos e solícitos com a plateia, e mostraram que, além de artistas, são também entertainers. Belutti não poupou esforços e desfilou pelo palco suas já famosas imitações de Marrone (da dupla Bruno e Marrone), Silvio Santos, Rodrigo Faro, entre outros.

Depois da saudação, a tônica do show se tornou mais romântica. “Sem Me Controlar”, “Tudo No Olhar”, “Será Que Vai Rolar” e “Perdoa, Amor” fizeram a alegria dos casais que esperavam por comemorar o Dia dos Namorados. Enquanto cantavam “Irracional”, Belutti distribuiu rosas para a plateia e o enorme telão no fundo do palco projetava imagens de corações. Nem a noite, nem o romance estariam completos sem aquela que foi a música mais tocada nas rádios brasileiras no ano passado. “Domingo de Manhã” fez surgir do público o maior coral de vozes até o momento, cantando em uníssono aquela letra que, à essa altura, já foi memorizada até por quem não curte o estilo. Em seguida, vieram “Foge da Verdade”, a recém-saída do forno “Poeira da Lua” e o hit “I love You”, praticamente um “Eduardo e Mônica”, de Renato Russo, revisitado.

Marcos e Belutti comemoram Dia dos Namorados com show no Espaço das Américas em São Paulo.

(Foto: Carla Niciolli)

Na sequência, veio o momento em que a dupla prestou homenagens às suas influências. “Pense em Mim”, de Leandro e Leonardo; o clássico-mor do sertanejo brega “Boate Azul”; e “Evidências”, de Chitãozinho e Xororó provocaram nostalgia na plateia. Depois da trinca de covers, vieram “Dupla Solidão”, “Tão Feliz”, e mais duas dedicadas por Marcos à minoria de solteiros: “Nova Namorada” e “Calma Aí”, gravada originalmente em parceria com Fernando e Sorocaba. Outros covers de canções mais recentes também rechearam o repertório: “Cuida Bem Dela”, de Henrique e Juliano; “Nocaute”, de Jorge e Matheus; “A Sua Maneira”, do Capital Inicial; e o momento sofrência com “Homem Não Chora”, que ficou famosa na voz do ícone cult Pablo.

Depois disso, Marcos se retirou do palco, e veio o momento solo em que Belutti pôde mostrar todo o seu valor e versatilidade como intérprete. Com uma aparência bem mais comportada do a que a do parceiro, uma voz potente e um inglês impecável, ele cantou “I Don’t Wanna Miss a Thing”, do Aerosmith; e “Always”, de Bon Jovi, em uma performance para roqueiro nenhum botar defeito. Marcos não deixou por menos e cantou “Happy”, de Pharrel Williams, mas foi um pouco prejudicado por falhas no microfone. Nada que comprometesse o espetáculo. Já durante o cover de “Thinking Out Loud”, de Ed Sheeran, ele pôde mostrar todo o seu poderio vocal sem ser afetado por falhas técnicas.

Marcos e Belutti comemoram Dia dos Namorados com show no Espaço das Américas em São Paulo.

(Foto: Carla Niciolli)

O show se encerrou com a dupla cantando novamente as requisitadas “Então Foge” e uma versão dançante de “Domingo de Manhã”, que teve seu final bem prolongado para que a dupla pudesse passar um longo tempo tirando selfies com os celulares das pessoas que se aglomeravam em frente ao palco. Vale ressaltar a simpatia dos artistas, que atenderam, com um sorriso no rosto, até a última mão que lhes oferecia um celular com a câmera ligada. Naquela noite, todos foram embora com duas lições aprendidas: Marcos e Belutti ensinaram e provaram que o sertanejo é bem maior do que um rótulo e que o talento não significa estrelismo.