Maria Bethânia encerra turnê “Carta de Amor” em São Paulo. Assista!

Ovacionada e visivelmente emocionada, Maria Bethânia fez as últimas apresentações da turnê “Carta de Amor” em São Paulo nesse final de semana. Usando um figurino claro, a cantora encantou a plateia acompanhada de sete músicos e do cenário simples – mas eficaz – de Bia Lessa, também diretora do show, com quem Bethânia trabalha há anos.

Baseada em seu último disco de estúdio “Oásis de Bethânia” (2012), a turnê traz seis das dez canções que compõem o ábum como “O Velho Francisco”, de Chico Buarque e a canção que dá nome ao espetáculo, “Carta de Amor”, escrita pela própria cantora. Das antigas, “Negue”, “Fera Ferida”, “Reconvexo” e “O Que é, O Que é” levam o público ao delírio.

“Negue”



“Fera Ferida”



“Explode Coração”



Antes do fim, Maria Bethânia agradeceu com dificuldade o público que não parava de aplaudir, contou que o CD e o DVD da turnê gravados no Rio de Janeiro devem estar nas lojas em breve (“Mas não sei quando!”) e ensaiou uma tentativa da famosa canção “Mensagem”. Ao perceber que não se recordaria da letra (“Desculpem, não deu tempo de ensaiar”), continuou com o bis programado: “Vocês me ajudam?”, perguntou antes de “Explode Coração”, um de seus maiores sucessos.

O novo trabalho será o 5o registro oficial de suas turnês. Em 2001, para comemorar 35 anos de carreira, o CD e o DVD “Maricotinha Ao Vivo” abriu espaço para os próximos “Brasileirinho” (2004), “Tempo, Tempo, Tempo, Tempo” (2005), “Dentro do Mar Tem Rio” (2006) e “Amor, Festa, Devoção” (2010).

Os ingressos esgotados há meses reafirmam o lugar da cantora Maria Bethânia como uma das maiores intérpretes da música popular brasileira. E reafirmam somente aos poucos que ainda tem dúvida sobre seu talento nato. No palco, a artista transforma-se em menina, em princesa, em sofredora e em o que mais quiser com naturalidade precisa. Seu público sabe de sua capacidade e emociona-se mesmo depois de tanto tempo. São mais de 50 discos lançados em quase 50 anos de carreira, entre eles os grandes sucessos “Álibi” (1978), “Ciclo” (1983), “As Canções Que Você Fez Pra Mim” (1993) e “Maricotinha” (2001). “Carta de Amor” é mais um trabalho impecável e inesquecível de Bethânia.

“Estado de Poesia””



Mais vídeos no canal do YouTube do Setor VIP. Acesse!