Maria Ribeiro traz aos cinemas documentário sobre banda Los Hermanos

COLABORAÇÃO: Cíntia Carvalho

Topo Los Hermanos Documentário Esse é Só o Começo do Fim da Nossa Vida

Após um hiato de cinco anos, a banda carioca Los Hermanos percorreu doze cidades brasileiras. A turnê coincidiu com o 15° aniversário do grupo. “A mim foi delegada a delicada missão de tornar pública uma notícia que com certeza deixará muitos queixos caídos”, contou o tecladista Bruno Medina em novembro de 2011. “É com enorme satisfação, um certo frio na barriga e a expectativa de despertar alguns sorrisos Brasil afora que anuncio: 2012 será ano de turnê do Los Hermanos!”.

Com uma câmera na mão e muita disposição, a atriz, escritora e cineasta Maria Ribeiro registrou cenas dos bastidores e das apresentações do grupo. “A primeira vez que os vi tocar foi na PUC. Marcelo e Rodrigo estudavam na universidade. Gostei do som, era pesado e romântico ao mesmo tempo”, diz. O arquivo deu origem ao documentário “Los Hermanos – Esse é Só o Começo do Fim da Nossa Vida”, que chega às salas de cinema no dia 14 de maio para uma curta temporada*.

Fã confessa da banda, Maria afirmou ter recebido muitas recusas do quarteto até conseguir a autorização para gravá-los. Com carta branca e, até o momento, sem patrocínio, a carioca acompanhou Marcelo Camelo, Rodrigo Amarante, Bruno Medina e Rodrigo Barba por poucos dias, em cidades como Brasília, Salvador, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. Com a câmera em punho, a cineasta conseguiu captar a sintonia entre os integrantes e o bom relacionamento dos astros com fãs e equipe.

Confira o trailer do documentário do Los Hermanos:

>> Leia nossa crítica sobre o show da Banda do Mar!

>> Leia nossa crítica sobre o show do Rodrigo Amarante!

Imagens tremidas são acompanhadas por um áudio que muitas vezes precisou ser traduzido com o auxílio de legendas. Tais características somadas ao tom intimista optado pela direção de Maria Ribeiro, deixa a impressão de estarmos na mesma mesa de restaurante ou na mesma sala em que a banda se encontra, ouvindo presencialmente os relatos narrados pelos próprios integrantes. A pessoalidade aproxima os admiradores de seus ídolos e transforma o documentário em um filme inesquecível.

Mesmo durante o recesso, o Los Hermanos continuou a conquistar novos fãs. Em 2007, quando decidiram dar uma pausa na carreira, a banda – que surgiu no final da década de 1990 – estava no auge e acumulava uma multidão de pessoas em suas apresentações. O filme intercala cenas do público, com depoimentos informais dos músicos e canções (que são exibidas integralmente) como “O Vencedor”, “Conversa de Botas Batidas” e “Sentimental”. Mas é, principalmente, nos momentos irreverentes nos camarins, que mora a riqueza do documentário.

O bom humor de Amarante (que por vezes domina a câmera e capta, ele mesmo, ótimas passagens!) é essencial para o desenrolar dos 85 minutos de duração do longa-metragem. Em uma das cenas, o baixista apresenta a Camelo a então inédita canção “Tardei”, que no ano seguinte entraria em seu primeiro disco solo, intitulado “Cavalo” (2013). Histórias de bastidores são contadas entre uma e outra viagem, mas o documentário não tem pretensão de explicar a origem da banda ou apresentar um resumo de seus álbuns, o que faz com que o filme não pareça uma biografia definitiva do grupo. É um belo material feito de fã para fã.

Foot Los Hermanos Documentário Esse é Só o Começo do Fim da Nossa Vida

*O documentário “Los Hermanos – Esse é Só o Começo do Fim da Nossa Vida” terá sessões somente nos dias 14, 16 e 17 de maio, às 21h, no Cinemark Botafogo, Cinemark Downtown e Cinemark Niterói (Rio de Janeiro), no Cinemark Metrô Tatuapé, Cinemark Eldorado e Cinemark Santa Cruz (São Paulo), Cinemark BH Shopping (Belo Horizonte), Cinemark Ipiranga (Porto Alegre), Cinemark Shopping Salvador (Salvador), Cinemark Pier 21 (Brasília), Cinemark Shopping RioMar (Recife), Cinemark Barigui (Curitiba) e Cinemark Aracaju (Aracaju).