Marisa Orth e Totia Meireles reestreiam “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”

Não é necessário um filme ou uma peça de teatro para mostrar como é a realidade de mulheres à beira de um ataque. Elas estão por toda parte. Com graça, beleza e muita, mas muita loucura. Todas encontram-se no limite pelo mesmo motivo: são passionais demais. Esse, entre tantos outros aspectos, torna a mulher um ser humano único e apaixonante. A característica que as torna frágeis e fortes ao mesmo tempo, é encenada por Marisa Orth e Totia Meireles no espetáculo musical “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”.

Baseado no filme espanhol dirigido por Pedro Almodóvar, o musical teve sua estreia em Nova York em 2010. Apesar da presença da premiada atriz americana Patti LuPone, o espetáculo ficou em cartaz por apenas dois meses. Em 2015, a produção estreou em Londres e, mesmo após o anúncio de uma extensão, encerrou quatro meses antes da data prevista, permanecendo em cartaz pelo curto período de três meses. Assim como o longa metragem, o musical concorreu aos mais importantes prêmios da indústria, a diferença é que perdeu todos.

Sob o olhar do diretor Miguel Falabella, “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos” funciona no Brasil do começo ao fim. A latinidade exagerada presente no espetáculo transporta o público para a história e a paixão fervorosa, que conduz o musical, é um elemento que o brasileiro não só conhece muito bem, mas se identifica. Falabella coordena a peça de forma inteligente e surpreende a plateia com números fotograficamente impecáveis, que coloca em dúvida, inclusive, a direção de Almodóvar no filme de 1988.

Mulheres-a-Beira-de-um-Ataque-de-Nervos-de-Pedro-Almodovar-com-Marisa-Orth-e-Totia-Meireles-no-Teatro-Procopio-Ferreira-em-Sao-Paulo

>> Thiago Lacerda e Giulia Gam atuam em projeto “Repertório Shakespeare”

Conhecida por ser uma das atrizes mais aplicadas do meio artístico, Marisa Orth impressiona por sua atuação. No palco durante as quase três horas de espetáculo, a intérprete da protagonista Pepa canta, dança, troca de roupa e é a principal ligação entre todos os personagens da história. Sem contar, obviamente, o número infindável de ataques histéricos e mudanças de humor que tem durante o musical. Tudo em cima de sapatos de saltos altíssimos e em um cenário giratório, um dos grandes destaques da produção.

Totia Meireles decepciona por sua pequena participação. A artista arranca aplausos efusivos do público em todas as suas aparições. Com naturalidade e marcante veia cômica, a atriz conquista a plateia que vibra a cada entrada da personagem Lucia. Utilizando como exemplo os musicais “Gypsy” e “Nine”, ou mesmo sua atuação na novela “Salve Jorge”, não surpreende a reação dos espectadores ávidos por mais. A carioca é a grande estrela de “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”.

Para o mulherengo e sedutor Ivan, a escolha de Juan Alba não poderia ter sido mais adequada. Na canção “Ontem, Amanhã e Hoje”, o personagem distribui o número de seu telefone enquanto solta a voz em uma das mais interessantes cenas do espetáculo. “Madri”, a música de abertura interpretada por Ivan Parente, é outro destaque dos números musicais apresentados. Sem dúvidas, a seleção do elenco tornou o espetáculo muito mais interessante. Talvez não seja apenas a não identificação do público com o gênero, o motivo das plateias americana e inglesa não comprarem o espetáculo. Destacam-se ainda Helga Nemeczyk (Candela) e Daniel Torres (Carlos).

Mais de 150 peças compõem os figurinos dos 20 atores. Assinadas por Fábio Namatame, as criações combinam as mais marcantes estampas com cores vivas e formas geométricas inspiradas nos anos 80. A cenografia de J. C. Serroni retrata 25 lugares diferentes e traz fachadas de prédios, cabines telefônicas, casas (com direito à sacada no segundo andar!), uma moto e até um carro, tudo em tamanho natural. Dois tablados giratórios auxiliam nas mudanças de cenário e nas transições de cena, enquanto as luzes de Madri brilham no horizonte.

Mulheres-a-Beira-de-um-Ataque-de-Nervos-de-Pedro-Almodovar-com-Marisa-Orth-e-Totia-Meireles-no-Teatro-Procopio-Ferreira-em-Sao-Paulo

“Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos” conta a história de Pepa e Lucia, que lidam com o abandono de Ivan de uma maneira, digamos, peculiar. O musical retorna ao Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo, no dia 07 de janeiro e a temporada se encerra no dia 14 de fevereiro. As entradas podem ser adquiridas no Ingresso Rápido e custam de R$25,00 (meia) a R$200,00 (inteira). O espetáculo acontece às quintas (21h), sextas (21h), sábados (17h e 21h) e domingos (16h).