Miguel Falabella emociona o público em evento do SESI-SP

(Foto: Reprodução)

O ator e diretor Miguel Falabella esteve presente no lançamento do Projeto Educacional SESI-SP em Teatro Musical, em São Paulo. Rodeado de amigos e de grandes estrelas da música, do teatro e da televisão, o carismático artista apresentou ao lado do ator Cleto Baccic, do maestro João Carlos Martins e do presidente da FIESP e do SESI-SP, Paulo Skaf, os novos projetos da ação multidisciplinar da rede de ensino. “Vivemos um momento muito importante no teatro musical brasileiro e, sem dúvida, o programa do SESI-SP cria espaço para a profissionalização de novos artistas”, avalia Baccic, produtor e um dos desenvolvedores do projeto. Apoiados por grandes nomes como Marília Pêra, Alessandra Maestrini, Sabrina Korgut e Alonso Barros, a pesquisa para que os cursos fossem desenvolvidos não foi fácil. Foram mais de 50 nomes entrevistados e viagens à Europa e aos Estados Unidos, para que as melhores referências fossem utilizadas.

Em clima de festa, o anúncio das oficinas de vivência e do curso de formação de atores para teatro musical foi acompanhado por centenas de pessoas que lotaram o Teatro do SESI e o enorme espaço montado ao lado de fora, onde puderam acompanhar a coletiva via telão. Famosos como as cantoras Fafá de Belém e Mariana Belém, os atores Tiago Abravanel e Odilon Wagner, o diretor Jorge Takla, a atriz Rosi Campos e o estilista Fause Haten estiveram presentes para apoiarem os projetos. Para quem é do meio do teatro musical, as ilustres presenças ficaram por conta de grandes atores, cantores e bailarinos como Bianca Tadini (“O Rei e Eu”, “West Side Story”), Luciano Andrey (“Priscilla – A Rainha do Deserto”), Mariana Hidemi (“Mamma Mia!”, “O Rei Leão”), Olívia Branco (“Cats”, “Evita”), entre outros.

>> Mais vídeos do evento do SESI-SP no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

Além dos cursos, o SESI-SP oferecerá a montagem “A Madrinha Embriagada”, com direção de Miguel Falabella e Stella Miranda no papel principal. O musical entrará em cartaz no dia 14 de agosto e ficará no famoso palco paulista por onze meses. Versão do premiado “The Drowsy Chaperone” – ganhador de 5 Tonys e de 7 Drama Desks – a história será adaptada para a São Paulo dos anos 20. Mais de 148 mil pessoas devem ser atingidas com as 8 sessões semanais do espetáculo. Todas gratuitas. E não pense que a produção será pequena por ser um projeto popular. Os maiores artistas do país estão envolvidos e o musical terá estrelas como Saulo Vasconcelos (“O Fantasma da Ópera”, “A Bela e a Fera”), Sara Sarres (“O Fantasma da Ópera”), Paula Capovilla (“Evita”, “A Bela e a Fera”) e Kiara Sasso (“A Noviça Rebelde”, “Miss Saigon”). “Em 1966, minha avó me levou para assistir a versão de ‘Alô, Dolly!’ no Teatro João Caetano com Bibi Ferreira. Foi meu primeiro musical e eu saí da peça um menino modificado. Eu espero que muitos meninos e meninas tenham a chance de saírem modificados daqui também”, contou Miguel às lágrimas.

A festa contou com muita música, apresentações surpresas – incluindo uma do maestro João Carlos Martins que tocou o Hino Nacional ao piano – e muita emoção. Os artistas chegaram a ser aplaudidos de pé pelo público diversas vezes. A iniciativa desses profissionais e do SESI-SP é realmente tocante. “O projeto do SESI-SP já nasce bem-sucedido. Somos um povo extremamente musical e esse gênero de teatro encontra sua plateia com muita facilidade no Brasil”, destaca Falabella sobre a peça e os cursos que foram desenvolvidos com recursos próprios, sem captação das leis de incentivo à cultura. “Queremos formar gente de bem, que é isso que o país precisa”, finaliza Skaf.

banner-madrinha