“Million Dollar Quartet” reúne Presley, Cash, Lewis e Perkins

(Foto: Erik Kabik)

(Foto: Erik Kabik)

Na terça-feira, dia 04 de dezembro de 1956, o produtor Sam Phillips marcou uma reunião para conhecer as novas músicas de Carl Perkins. Phillips havia acabado de contratar o pianista Jerry Lee Lewis e o convidou para tocar na sessão de Carl. Em uma sala reservada, Johnny Cash aguardava para ouvir as canções de Perkins. No meio da tarde, Elvis Presley apareceu de surpresa para conversar com Sam. Localizado no número 706 da Union Avenue, em Memphis, o Sun Studio estava prestes a se tornar um dos locais mais famosos do mundo.

Visando a publicidade que o encontro traria ao estúdio, Phillips convidou o jornalista Robert Johnson, editor de entretenimento do noticiário Memphis Press-Scimitar. Acompanhado por Leo Soroca, um representante da United Press International, e pelo fotógrafo George Pierce, Bob escreveu o artigo que acompanhou a publicação de uma das imagens mais icônicas da história: Presley, sentado ao piano, cercado por Lewis, Perkins e Cash. A imagem completa traz Marilyn Evans, namorada de Elvis na época, sentada no instrumento.

(Foto: George Pierce)

(Foto: George Pierce)

Mais de 50 anos depois, a reunião se tornou o tema principal do musical “Million Dollar Quartet”, título como o encontro ficou mundialmente conhecido. Escrito por Floyd Mutrux e Colin Escott, o espetáculo concorreu ao Tony de Melhor Musical e Levi Kreis ganhou o Tony de Melhor Ator por sua interpretação de Jerry Lee Lewis, em 2010. A peça estreou nos Estados Unidos, passou pela Inglaterra e pelo Canadá. O musical está em cartaz por tempo indeterminado no hotel Harrah’s, em Las Vegas.

No elenco estão Robert Britton Lyons (Carl Perkins), Marc D. Donovan (Sam Phillips), Rachel Dudt (Dyanne, nome utilizado para se referir à Marilyn Evans), Josh Jones (o baixista Jay Perkins*, irmão do Carl) e Mark Ferratt (o baterista Fluke*). Scott Moreau encanta com as nuances características de Johnny Cash, Martin Kaye conquista a plateia com a loucura desajustada do rebelde Jerry Lee Lewis e Justin Shandor alucina o público com a energia eletrizante, sexy e galanteadora de Elvis Presley.

*Carl realmente esteve no estúdio com o irmão e com o amigo, ambos parte da banda de Perkins. Durante o espetáculo, os músicos executam as canções ao vivo, acompanhados dos atores que, além de cantar, tocam piano, guitarras e violões, exatamente como aconteceu durante o encontro de 1956.

(Foto: Erik Kabik)

(Foto: Erik Kabik)

Elvis Presley, Johnny Cash, Jerry Lee Lewis e Carl Perkins se reuniram acidentalmente e de forma imprevisível. O encontro rendeu um disco com mais de 40 faixas, incluindo as canções “Brown Eyed Handsome Man”, “Down by the Riverside” e “Peace in the Valley”, únicas faixas do álbum presentes no repertório do musical. Fazem parte do espetáculo as músicas “Blue Suede Shoes”, “Matchbox”, “Who Do You Love?”, “Folsom Prison Blues”, “Fever”, “I Walk the Line”, “Memories Are Made of This”, “That’s All Right”, entre outras.

No final do espetáculo, há diversas surpresas que animam o público. Durante uma delas, o intérprete de Elvis Presley escolhe uma moça da plateia e a presenteia com seu lenço, assim como o cantor original fazia em suas apresentações. O astro, aliás, chamou a atenção ao dividir os vocais com seus colegas de profissão menos de quatro meses após aparecer no The Ed Sullivan Show e conquistar uma audiência estimada em 55 milhões de espectadores, um recorde na época.

A reunião foi gravada sem aviso prévio pelo até então desconhecido cantor e produtor Jack Clement, que percebeu a importância histórica do momento na época. A presença de Johnny Cash no estúdio foi colocada e dúvida pela má qualidade do áudio do disco. O astro utilizou a famosa imagem para comprovar ter estado com os companheiros sempre que questionado. O disco, que teve sua primeira versão lançada em 1981, é considerado um dos momentos mais emblemáticos da história do rock ‘n’ roll.

O musical “Million Dollar Quartet” está em cartaz no Harrah’s Showroom, que se situa no terceiro andar do hotel Harrah’s Las Vegas (3475 S Las Vegas Blvd). De domingo à sexta-feira às 20h. Há sessões extras aos domingos e às segundas-feiras às 17h30. Não há espetáculos aos sábados. Os ingressos custam de US$ 57.52 a US$ 79.73 (mais taxas) e podem ser adquiridos no site oficial da Ticketmaster. Esporadicamente, o espetáculo viaja pelos Estados Unidos e pela Inglaterra. Para consultar datas e locais, acesse o site oficial do musical.