“O Homem de La Mancha” comemora 50 anos do Teatro do SESI

Foto: João Caldas

Foto: João Caldas

O SESI-SP quer mesmo deixar seu nome gravado na disputada história do teatro musical brasileiro. Se não bastasse o grande sucesso “A Madrinha Embriagada” (2013), projeto responsável pelo pontapé inicial dessa trajetória, “O Homem de La Mancha”, novo espetáculo musical adaptado para os palcos da casa, segue a mesma linha do antecessor em talento, criatividade e prestabilidade social.

Veja o trailer do musical “O Homem de La Mancha”:

35 grandes atores, cantores e dançarinos formam o elenco de “O Homem de La Mancha”. Cleto Baccic (Miguel de Cervantes / Dom Quixote) emociona o público no melhor papel de sua carreira. Entregue, o ator surpreende com a voz do protagonista – completamente diferente da sua – e sensibiliza a plateia com a interpretação das belíssimas canções de seu personagem. Sara Sarres (Aldonza / Dulcinéia) é outro grande destaque. A cantora consegue transformar qualquer casualidade em um espetáculo. Em uma montagem grandiosa como “O Homem de La Mancha”, não há como brilhar mais. Jorge Maya e Frederico Reuter somam ao grupo com as impecáveis interpretações de seus personagens Sancho e Sansão, respectivamente.

Em um elenco estelar, os dois maiores desperdícios ficam por conta de Fred Silveira e Kiara Sasso. Substituto do protagonista, em dias que não dá vida ao Cavaleiro da Triste Figura, o cantor esconde-se no meio do (extremamente talentoso, diga-se de passagem!) coro e passa despercebido por muitos. Kiara, conhecida nacionalmente pelos papéis das protagonistas de “A Bela e a Fera” (2002), “O Fantasma da Ópera” (2005) e “A Noviça Rebelde” (2008), chama atenção na pele de Antonia com sua voz afinada e com sua interpretação divertida. Após o número “É Tanta Preocupação”, o público fica ávido por outras canções da artista que não acontecem.

Foto: João Caldas

Foto: João Caldas

Dirigido pelo talentoso Miguel Falabella, “O Homem de La Mancha” é mais uma prova da visão criativa do artista. Em “A Madrinha Embriagada”, Falabella havia chamado a atenção por transportar o espetáculo de Nova York para a São Paulo dos anos 20, com diversas citações da cidade e da Semana de Arte Moderna. Agora, o ator, cantor e diretor usou referências do artista plástico brasileiro Arthur Bispo do Rosário para compor cenário e figurinos.

O cenário assinado por Matt Kinley e David Harris é responsável por alguns dos momentos mais emocionantes de “O Homem de La Mancha”. Apesar de estático – se comparado às grandes produções da Broadway -, nos números principais, escadas se movem, céu se ilumina e diversos adereços cênicos compõem as cenas deixando as grandes canções ainda maiores. O ex-integrante do famoso Dzi Croquetes, Claudio Tovar, é responsável pelos ricos e encantadores figurinos.

Foto: João Caldas

Foto: João Caldas

De graça desde o início da temporada, “O Homem de La Mancha” comemora os 50 anos do Teatro do SESI, em São Paulo. Devido ao sucesso de crítica e público – foram mais de 45 mil pessoas em três meses -, o musical volta em 2015 para mais seis meses de temporada, proporcionando à população assistir uma grande produção sem colocar a mão no bolso. Foram gastos quase R$12 milhões sem a utilização da Lei de Incentivo à Cultura. Os ingressos podem ser reservados antecipadamente através do site do SESI-SP ou retirados na data mediante à disponibilidade. “O Homem de La Mancha” retorna dia 14 de janeiro e permanece em cartaz até 28 de junho. Aproveite!