O show do ano: Backstreet Boys conquista o Brasil mais uma vez!

O ano era 1993, quando Michael Jackson desembarcou no Brasil com a “Dangerous World Tour”, que reuniu quase 200 mil pessoas em São Paulo. Na mesma época, Madonna pisava no país pela primeira vez. O espetáculo “The Girlie Show” levou mais de 210 mil pessoas a cantar seus maiores sucessos em uma só voz. Apresentações gigantescas de astros mundialmente famosos eram eventos pontuais que aconteciam – com sorte – uma vez por ano. De lá para cá, o Brasil tornou-se um destino popular e transformou-se em parada certa de grandes artistas, sendo responsável por uma parcela significativa do público e do rendimento conquistados durante as temporadas de shows internacionais.

Foi em São Paulo que a cantora Katy Perry reuniu a maior plateia de sua carreira. Beyoncé fez na capital paulista “o melhor show de sua vida”. A banda U2 lotou o Estádio do Morumbi em sua capacidade máxima quatro dias seguidos e o astro Paul McCartney considera-se brasileiro, tamanho o sucesso conquistado com suas visitas bombásticas ao país. O encontro de grandes artistas na mesma época, como aconteceu com Michael Jackson e Madonna em 93, tornou-se comum e admiradores já precisaram decidir entre gastar seus salários com Bon Jovi ou Kings of Leon, Justin Bieber ou Lana del Rey, Alicia Keys ou John Mayer e Pearl Jam ou Metallica.

Prestes a receber astros como Rolling Stones, Queen + Adam Lambert, Elton John, Seal, Rod Stewart, Rihanna, A-ha, Muse, System of a Down, Queens of the Stone Age, Faith No More, One Republic e dezenas de outros grandes nomes da música no mundo, o público brasileiro não titubeou na hora de escolher o show do ano: Backstreet Boys.

“A regra mais importante é que vocês se comportem como se tivessem 15 anos”, pediu Nick. “Queremos que vocês festejem esta noite como se fosse 1999”, completou Kevin. No Citibank Hall, em São Paulo, não era Dia dos Namorados. A data era considerada por todos como a realização de um sonho. Casais, solteiros, homens ou mulheres cantavam cada palavra das populares canções. Sem vergonha, sem julgamento. Para o público, em cima do palco estavam cinco pessoas responsáveis por parte de seu crescimento e de sua evolução musical. O Backstreet Boys é, até hoje, a boyband mais bem sucedida do mundo. São mais de 130 milhões de discos vendidos e dezenas de músicas que não fazem parte só do imaginário popular, mas parte da vida das pessoas.

Gal 05 Backstreet Boys

Não é a primeira vez que o grupo desembarca no país, mas a ocasião é especial. A turnê “In a World Like This” comemora 20 anos de carreira dos garotos. Programada para durar apenas seis meses, o espetáculo cresceu em uma proporção assustadora e passou pelas principais cidades do mundo nos últimos dois anos. Estima-se que mais de 60 mil ingressos tenham sido vendidos para as oito apresentações que a banda norte-americana programou no Brasil. Todas esgotadas em poucos minutos do primeiro dia de vendas. Na porta das casas de shows, as entradas estavam sendo disputadas, literalmente, a tapas.

Matéria 01 Backstreet Boys

Todas as canções históricas e que renderam ao grupo sucesso e centenas de prêmios estão presentes no repertório comemorativo como: “The Call”, “I Want You Back”, “All I Have To Give”, “As Long As You Love Me”, “Show Me The Meaning Of Being Lonely”, “We’ve Got It Goin’ On”, “Quit Playing Games (With My Heart)”, “I Want It That Way” e “Larger Than Life”. “I’ll Never Break Your Heart”, “Shape Of My Heart” e “Everybody” causaram comoção e histeria e se firmaram como os grandes números da noite. Das músicas mais recentes, as mais aplaudidas foram “Show ‘Em (What You’re Made Of)” e “In a World Like This”. Em um momento acústico, o Backstreet Boys se reuniu para cantar composições como “Drowning”, “10.000 Promises” e “Madeleine”. “Estamos tocando instrumentos porque provavelmente não poderemos mais rebolar nossas bundas por muito tempo”, brincou Howie. “Vocês estarão conosco daqui 22 anos?”, perguntou Brian antes de afirmar que a banda voltará aos estúdios em breve para lançar um novo trabalho e que passarão pelo Brasil com sua próxima turnê. “Eu não vou conseguir dormir esta noite, porque tudo que vou conseguir pensar é em ‘bunda, bunda, bunda'”, provocou AJ, em português.

>> Mais vídeos exclusivos do Backstreet Boys no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

>> Leia também: “Documentário comemora 20 anos do furacão Backstreet Boys”

As provocações e as brincadeiras estiveram presentes durante todo o tempo. Os meninos se divertiram com o público, fizeram inúmeras piadas, cumprimentaram, acenaram, jogaram beijos, guardaram presentes e sorriram muito, mostrando-se agradecidos e honrados pela oportunidade de comemorar a importante data no Brasil. Sem esquecer a que vieram, o Backstreet Boys soltou a voz mostrando que qualquer vestígio do tempo passa longe de suas gargantas e não afeta suas condições físicas. Todas as coreografias tradicionais estão presentes fazendo referências aos trabalhos mais famosos. Adereços – como os inesquecíveis chapéus de “All I Have To Give” – e muitas trocas de roupa – incluindo camisetas e bonés do Brasil – deixam claro o orgulho em fazerem parte de uma banda popular.

Foot Backstreet Boys

error: