Olivia Newton-John relembra “Grease” e “Xanadu” em passagem pelo Brasil

Olivia-Newton-John-apresenta-show-Summer-Nights-no-Espaco-das-Americas-em-Sao-Paulo

(Foto: Marcelo Brammer)

“Maybe I hang around here, a little more than I should, we both know I got somewhere else to go…” (“Talvez eu tenha ficado aqui, um pouco mais do que eu deveria, nós dois sabemos que tenho outro lugar para ir…”) são as primeiras palavras cantadas por Olivia Newton-John em sua primeira passagem para shows oficiais pelo Brasil. A cantora – famosa principalmente por sua participação nos filmes “Grease” (1978) e “Xanadu” (1980) – desembarcou no país para a apresentação da turnê “Summer Nights” no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e no Espaço das Américas em São Paulo.

O espetáculo, criado para a residência da cantora no famoso Flamingo Las Vegas Hotel & Casino, revisita a carreira de mais de 50 anos de Olivia. “Boa noite!”, cumprimenta em português visivelmente feliz. “É a minha primeira vez em São Paulo, obrigada por me receberem tão bem!”, diz após “Have You Never Been Mellow”, canção escolhida para a abertura e que antecede um dos momentos mais bem recebidos da noite. Trilha sonora do filme que estrelou ao lado de Gene Kelly, a sequência de músicas “Xanadu”, “Magic” e “Suddenly” emociona o público.

“Salut!”, diz em uma das vezes em que confunde o português com o espanhol. “É água!”, brinca com o público antes da sequência rock’n’roll. “Make a Move on Me”, “A Little More Love” e “Twist of Fate” mostram uma face pouco conhecida da cantora. Em alto e bom som, Olivia Newton-John revela possuir e saber brincar com os famosos agudos-roucos, comuns em estrelas do rock. “Vou trocar de roupa no palco”, fala enquanto veste uma peça estampada e cheia de franjas por cima de seu figurino escuro. “É minha família!”, brinca ao ouvir algumas expressões de carinho vindas do público, que aproveitou os momentos de silêncio para mostrar o seu amor.

Olivia-Newton-John-apresenta-show-Summer-Nights-no-Espaco-das-Americas-em-Sao-Paulo

(Foto: Marcelo Brammer)

“Sam”, marca a metade da apresentação e arranca, até o momento, os aplausos mais fervorosos da plateia. Acompanhada por quatro músicos e três backing vocals, Olivia fez pequenos ajustes ao espetáculo apresentado em Las Vegas. O palco, ao invés de branco, era completamente preto, o que apagava a artista que vestiu figurinos escuros durante praticamente todo o espetáculo. Para uma plateia três vezes maior do que a capacidade do The Donny and Marie Showroom, a essência particular do evento não conseguiu ser mantida e, em uma casa onde o sistema de som é muito mais potente, as canções soaram por diversas vezes mais gritadas do que deveriam.

Gravada originalmente por Bob Dylan, “If Not For You” abriu o bloco country, seguida por canções como “Let It Shine”, “Please Mr. Please” e “Jolene”, clássico de Dolly Parton. Com um chapéu de cowboy estilizado, a cantora encerra o momento temático com a divertida “If You Love Me (Let Me Know)”. “Vocês estão prontos para se exercitar?”, pergunta antes do maior sucesso de sua carreira “Physical”. Acompanhada de um saxofone para dar o toque antigo e as clássicas e inesquecíveis notas de piano, Olivia mostra que o tempo não tirou sua energia e, aos 67 anos, pula e canta sem demonstrar o menor cansaço. O público, de pé, delira com o número. “Em comparação ao que toca hoje, acreditam que minha música foi banida do rádio?”, desabafa apesar de se declarar orgulhosa da canção.

>> O carisma de Olivia Newton-John em “Summer Nights”

Olivia-Newton-John-apresenta-show-Summer-Nights-no-Espaco-das-Americas-em-Sao-Paulo

(Foto: Marcelo Brammer)

“Quando eu tinha 15 anos, ganhei um concurso em Melbourne e o prêmio era uma viagem para a Inglaterra. Fui com a minha amiga Pat Carroll. Arrumamos um emprego em um clube na Carnaby St., onde cantávamos músicas que eram populares na época, como Beatles e Nina Simone”, conta. “Transportarei vocês para uma casa noturna, em Londres, durante os anos 60”, diz antes de “Cry Me a River”, canção famosa mundialmente na voz de Julie London. “Obrigada!”, agradece em português. “Sempre fui uma grande fã da música brasileira, principalmente de Antônio Carlos Jobim”, confessa. “Como estou no Brasil, gostaria de cantar uma das músicas de vocês. Não canto essa canção desde garota, então estou muito empolgada para mostrar à vocês”, conta antes de “Boy From Ipanema”, uma versão de “Garota de Ipanema”. “É uma música linda, não?”, elogia.

Antes da animada “Not Gonna Give Into It”, Olivia conta que escreveu a canção após lutar contra um câncer de mama em 1992. “Estou bem, saudável e está tudo fantástico, mas todo mundo passa por dificuldades e compus essa música para dar força às pessoas”, discursa. A artista é a principal responsável pela abertura do Olivia Newton-John Cancer and Wellness Centre, em Melbourne, na Austrália. Foram 10 anos reunindo duzentos milhões de dólares para que o centro abrisse suas portas e auxiliasse pacientes em tratamento contra a doença.

Vestindo uma jaqueta de couro preta, de costas para o público, Olivia Newton-John canta um trecho de “Look at Me, I’m Sandra Dee (Reprise)” e segue com a animada “You’re the One That I Want”. “Que bom que vocês gostaram! Como vocês devem imaginar, esse filme é uma parte muito especial da minha vida. Todo dia alguém me diz que acabou de assistir ‘Grease’ com seus netos!”, diverte-se antes da romântica “Hopelessly Devoted to You”, música indicada ao Oscar de Melhor Canção Original. “Vamos fazer uma canção do filme que descreve perfeitamente essa noite. Vocês adivinham o nome?”, pergunta antes de “Summer Nights”. A plateia é dividida em T-Birds e Pink Ladies e os músicos confundem português com espanhol mais uma vez, dizendo “hombres”, “chicas” e “muchachas”. O encerramento do bloco acontece com “We Go Together”.

Olivia-Newton-John-apresenta-show-Summer-Nights-no-Espaco-das-Americas-em-Sao-Paulo

(Foto: Marcelo Brammer)

Para o último bloco, Olivia Newton-John usou um vestido longo e cantou as bonitas “Grace and Gratitude” e “I Honestly Love You”, normalmente as últimas canções da turnê “Summer Nights”. Para surpreender a plateia e comemorar a primeira passagem com seu show pelo país, a artista interpretou a famosa “Over The Rainbow” e se despediu sorridente do público brasileiro.