Os principais destaques do Carnaval de Salvador!

(Foto: Valter Pontes)

Oficialmente, o Carnaval é comemorado em uma terça-feira, quarenta e sete dias antes do domingo de Páscoa. Para a maioria dos brasileiros, a folia tem início na sexta-feira e dura até a quarta-feira de cinzas. Em Salvador, cidade que comanda o maior e o mais conhecido Carnaval do mundo, não é possível delimitar a duração da festa. Desde dezembro, milhares de turistas de todas as partes do planeta desembarcam na cidade, que teve um crescimento médio de 20% do público em relação à 2017, segundo o prefeito ACM Neto, em entrevista à imprensa na segunda-feira de Carnaval (12). O político destacou ainda a ocupação hoteleira que ultrapassou 96% dos leitos da capital do estado da Bahia, com média de 93%, um crescimento relevante se comparado à média do ano passado, que atingiu cerca de 90%.

Grande parte do sucesso da festa se deve às centenas de trios elétricos que arrastam multidões atrás de alguns dos artistas mais populares da música brasileira, como Daniela Mercury, Claudia Leitte, Léo Santana, Bell Marques, Durval Lelys, Harmonia do Samba, Margareth Menezes e Carlinhos Brown. Apesar da ausência de Ivete Sangalo – a cantora deu à luz às gêmeas Marina e Helena por volta das 4h30 do sábado de Carnaval (10) -, o público marcou presença e os artistas se esforçaram para superar a folia do ano passado. Convidado pela prefeitura e por algumas das marcas responsáveis pelas principais ativações publicitárias no período, o Setor VIP esteve em Salvador e aponta os destaques da festa, incluindo trios inéditos e os melhores camarotes do circuito Dodô, mais conhecido como Barra-Ondina.

(Foto: Valter Pontes)

Comemorando 35 anos de Carnaval, o 25º aniversário da música “Canto da Cidade” e 20 anos da Pipoca da Rainha, Daniela Mercury desfilou duas vezes em trios independentes e duas outras com seu tradicional bloco “Crocodilo”. Na terça-feira (13), a cantora recebeu diversos prêmios, incluindo Música do Carnaval por “Banzeiro”. Responsável pela abertura oficial do Carnaval, Claudia Leitte se apresentou sem cordas duas vezes, além de desfilar com seus blocos “Blow Out” e “Largadinho”. No último, a artista abriu espaço para um pedido de casamento gay; homenageou Ivete Sangalo; recebeu a dupla Maiara e Maraisa e a cantora Wanessa Camargo; além de passear próxima ao público – que esgotou os cinco mil abadás colocados à venda – em cima de um carro em forma de bola de basquete. O tema do Carnaval de Claudia Leitte era esporte.

Campeão de desfiles no Carnaval 2018, Bell Marques desfilou seis vezes: uma de maneira independente, duas no bloco “Vumbora” e três no disputado “Camaleão”. Empatados, Léo Santana e Harmonia do Samba se apresentaram cinco vezes. Xanddy comandou o “Meu e Seu”, enquanto o ex-vocalista da banda Parangolé liderou o “Nana Banana” e divertiu o público no “As Muquiranas”, bloco que homens desfilam vestidos de mulher, incluindo o cantor, que defendeu a diversidade e o respeito ao próximo. Igualmente carismáticos, Saulo Fernandes e Felipe Pezzoni desfilaram três vezes cada. O primeiro comandou a Pipoca de Saulo, bloco sem venda de abadás, ou seja, aberto ao público. Atual vocalista da Banda Eva, Felipe Pezzoni se apresentou uma vez de maneira independente com a Pipoca do Eva e duas arrastando os foliões atrás do bloco “Eva”.

>> Felipe Pezzoni: “Nunca sonhei com fama, sonhava em cair na estrada”

(Foto: Jefferson Peixoto)

Embora Daniela Mercury e Claudia Leitte arrastem com seus trios elétricos grande parte do público LGBT, outras estrelas foram responsáveis por entreter os foliões do gênero, que conquistam cada vez mais espaço em Salvador. Pela segunda vez no circuito Barra-Ondina, Preta Gil desfilou com o “Bloco da Preta” e interpretou sucessos principalmente de artistas baianos como Daniela Mercury, É o Tchan e Ivete Sangalo. Uma das grandes surpresas do Carnaval, Alinne Rosa reúne cada vez mais foliões em seu trio “O Vale”. Usando abadás que imitavam uniformes de bombeiros, o público se divertiu com o carisma, o talento e o extenso repertório da artista.

Entre os trios que desfilaram pela primeira vez, Alok encantou os foliões com seu sorriso, os inúmeros efeitos especiais utilizados durante o circuito e suas constantes demonstrações de gratidão pela aceitação do público em relação ao seu trabalho, bastante diferente da usual música executada durante o Carnaval. Alok doou todo seu cachê a projetos sociais de Salvador, como o “Projeto Axé”, instituto que auxilia pessoas e empresas a manter seus trabalhos sociais com crianças em situação de vulnerabilidade social e econômica da região. Primeira drag queen a comandar um trio elétrico em Salvador, Pabllo Vittar pecou pelo repertório repetitivo e pela quantidade de convidados que se apresentavam sem a presença da personagem principal. “K.O.”, “Open Bar” e “Corpo Sensual” foram tocadas pelo menos seis vezes cada uma durante o circuito. Por melhores e mais empolgantes que as faixas sejam, havia uma infinidade de canções que a artista poderia ter preparado para mais uma conquista tão importante em sua carreira.

>> Preta Gil anima público paulista com ensaio do Bloco da Preta

(Foto: Alfredo Filho)

Entre os espaços localizados no circuito Barra-Ondina, se destacam os camarotes Salvador, Club, Schin Aê e Expresso 2222. Nos seis dias de funcionamento do Camarote Salvador, o público pôde conferir shows de artistas como Banda Eva, Bell Marques e Thiaguinho, além de apresentações de Paris Hilton, Alesso e Armin van Buuren. O valor do Camarote Salvador está diretamente ligado ao alto padrão dos serviços oferecidos. Tudo está inserido no preço do ingresso, incluindo comidas e bebidas da melhor qualidade e à vontade. Com serviços de qualidade, mas espaços menos extravagantes do que o anterior, o Camarote Club conquista o público pela excelente localização, ótima visibilidade da Av. Oceânica – por onde passam os blocos – e pelas atrações, que incluiu espetáculos como Wesley Safadão, Harmonia do Samba, Marília Mendonça e Léo Santana.

O Camarote Schin Aê trouxe ao público a Varanda Aê, com shows gratuitos de Tiago Abravanel entre a passagem dos blocos pelo circuito Barra-Ondina. O espaço homenageou Ivete Sangalo, que aparecia no telão do camarote para interagir, inclusive cantando, com artistas que se apresentavam ao vivo na avenida, como Banda Eva, Carlinhos Brown e Harmonia do Samba. Para comemorar os 20 anos do camarote, Preta Gil assumiu o comando do Expresso 2222. Além de disponibilizar ingressos para o público pela primeira vez, uma espécie de boate foi montada no prédio para reiterar o posicionamento da marca em relação à diversidade. A Blacktape recebeu shows de Pabllo Vittar e as festas Chá da Alice, The Week on the Road e Wallpaper. todos os detalhes elaborados com o olhar minucioso e extremamente competente de Preta Gil.