Ricardo Darín e Érica Rivas são aplaudidos em “Escenas de la Vida Conyugal”

COLABORAÇÃO: Cíntia Carvalho

DarínTopo

Estrelado por Ricardo Darín e Érica Rivas, a peça “Escenas de la Vida Conyugal” (“Cenas da Vida Conjugal”, em tradução livre) pode ser conferida no Teatro Maipo, uma das mais antigas casas de espetáculos de Buenos Aires. O encontro da dupla não é inédito. Os atores atuaram juntos no longa-metragem “Relatos Selvagens” (2014), uma co-produção Argentina/Espanha, que concorreu ao Oscar na categoria Melhor Filme Estrangeiro, além de nove indicações ao prêmio Goya, principal evento do cinema espanhol.

Pela desenvoltura no filme, Darín e Érica foram reconhecidos não só na Argentina, por si só, uma boa justificativa para o sucesso da peça em terras portenhas. No palco, os atores interpretam Juan e Mariana, um casal casado há 10 anos e pais de duas filhas. Donos de um matrimônio estável, os parceiros começam, aos poucos, a entrar em uma crise que desencadeia o divórcio. Embora o roteiro traga o teor dramático do fim de um longo relacionamento, as cenas são recheadas de humor cru e direto, onde os atores mostram desenvoltura e talento.

Cada cena, antes de iniciada, é apresentada alternadamente por um dos dois artistas, que se dirigem ao público de forma explicativa. Mesmo sem nenhuma alusão a época ou efeitos de maquiagem para envelhecer, a plateia consegue acompanhar o passar do tempo que ocorre até o desfecho final. Na primeira cena, uma das mais engraçadas, o casal entra em um debate se deve ou não visitar parentes em um encontro de família no final de semana. O início é essencial para deixar claro que Juan e Mariana são parceiros comuns, com problemas e desentendimentos normais da vida a dois.

Envolvido em um novo relacionamento, Juan decide abandonar a esposa e as filhas e morar com outra mulher, bem mais jovem, em Paris. A partir de então, o humor diminui e dá lugar a maestria dramática dos dois atores. Que Darín é um ótimo intérprete dramático, já se sabe faz tempo. O longa-metragem “O Filho da Noiva” (2001) – que também concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro – é capaz de arrancar lágrimas até dos mais durões, principalmente pela excelente interpretação do ator. A surpresa fica por conta da atuação de Érica Rivas. A atriz surpreende como a noiva enciumada de “Relatos Selvagens”, mas, nos palcos, vai além.

“Escenas de la Vida Conyugal” foi escrita por Ingmar Bergman na década de 1970, como uma minissérie de televisão e foi adaptada pelo próprio cineasta para o teatro. Em 2013 ganhou sua primeira versão Argentina com Darín no papel de Juan e Valeria Bertuccelli como Mariana. Mais informações sobre datas, horários e vendas de ingressos através do site oficial do Teatro Maipo.