Roberto Carlos revisita carreira em estreia de turnê em São Paulo

Roberto Carlos dispensa apresentação. No dia 24 de junho, o cantor deu início a mais uma turnê, no Espaço das Américas, em São Paulo. A alta procura por ingressos fez com que o artista abrisse não só uma, duas ou três datas extras. A passagem do Rei pela capital paulista terá 12 espetáculos. Número digno da realeza.

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

A orquestra inicia a apresentação tocando trechos de canções como “Como é Grande o Meu Amor Por Você”, “Detalhes” e “É Preciso Saber Viver”, quase todas presentes no repertório do espetáculo. Roberto aparece no palco com os cabelos mais escuros, terno azul com detalhes brilhantes no contorno da lapela do paletó e visivelmente abatido.

A clássica “Emoções” é seguida por seu tradicional discurso de boas vindas. “Que prazer rever vocês! Obrigado por esse carinho, por esse amor, por todas as coisas lindas que eu recebo de vocês desde que nasci. E não precisa dizer que faz muito tempo porque já sei”, brinca. “Gostaria de dizer muitas outras coisas, mas meu negócio não é falar, meu negócio é cantar. Vou tentar dizer pra vocês tudo o que penso e sinto cantando”, discursa antes de “Como Vai Você”.

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

“Além do Horizonte” (1975) e “Ilegal, Imoral ou Engorda” (1976) antecedem a romântica “Detalhes” (1971). Ao violão, Roberto Carlos relembra a bem sucedida parceria com Erasmo Carlos, compositor da tríade ao lado do intérprete. “Nos meus 57 anos, só que ao contrário, adquiri uma experiência muito grande e sei que tem que ser como elas querem”, conta descontraído após cantar o trecho “e sempre acabo em seus braços, na hora que você quer” da canção “Desabafo”, do disco “Roberto Carlos” (1979).

“Meu amor é infinito e sempre será”, confessa antes de “Outra Vez”, um dos números mais românticos do espetáculo. “Quando vocês cantam junto comigo, a sensação que eu tenho é que muitos nessa plateia estão vivendo uma situação como essa. Espero que estejam vivendo e não sofrendo”, conclui. Roberto relembra que a canção foi composta por Isolda Bourdot, autora de sucessos de Agnaldo Rayol e Ângela Maria, em 1977. “Outra Vez” foi a primeira música composta pela artista sem parceiros e seu maior êxito.

“Lady Laura” é uma homenagem para Laura Moreira Braga (1914-2010), mãe do cantor Roberto Carlos. Em 1954, a costureira matriculou o filho caçula no Conservatório de Música de Cachoeiro de Itapemirim. Aos nove anos, Roberto tocava violão e cantava nas rádios do Espírito Santo. Dois dias antes do aniversário de 69 anos do artista, Laura faleceu aos 96 anos. Robertino Braga (1896-1980), pai do cantor, também tem uma música em sua homenagem, “Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo”, fora do repertório do Rei há alguns anos, mas sempre relembrada em momentos especiais.

>> Mais vídeos de Roberto Carlos no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

Um dos mais recentes sucessos de Roberto Carlos, “Nossa Senhora” (1993) propaga a imagem que o artista tem para grande parte dos brasileiros. Para relembrar o público de que sua reputação nem sempre foi a de bom moço católico, o cantor interpreta “O Calhambeque” e “É Proibido Fumar”, ambas do álbum “É Proibido Fumar” (1963), em um dos momentos mais divertidos do show. Entre as canções-ícone do rock nacional, o Rei interpreta a sensível “Olha”; a nova versão de “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo”, gravada no estúdios Abbey Road, em Londres; a marcante “Sua Estupidez”; e a dispensável “Mulher Pequena”.

“Nunca fui inocente, nem quando nasci, mas na época da Jovem Guarda não se permitia dizer certas coisas. Pensando sobre o que compor, descobri que faltava falar sobre sexo”, conta Roberto. “Mas como vou falar de sexo nas canções de amor que faço? Nunca toquei nesse assunto. O que vão pensar de mim? De repente vou ficar falado no meu bairro…”, brinca. “A segunda coisa que mais gosto na vida é sexo. A primeira é sexo com amor. A terceira é sorvete”, resume bem humorado antes de “Proposta”.

Depois da agitada “Se Você Pensa”, Roberto Carlos inicia a última parte do espetáculo com “Esse Cara Sou Eu”. A canção espalha o romantismo para o público que se prepara para a esperada “Como é Grande o Meu Amor Por Você”. Com os ânimos exaltados o público se espreme para um dos momentos mais icônicos da Música Popular Brasileira: a distribuição de dezenas de rosas durante o número “Jesus Cristo”.

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

(Foto: Studio Brammer / Espaço das Américas)

Roberto Carlos se apresenta nos dias 25 e 26 de junho e nos dias 01, 02, 03, 15, 16, 22, 23, 29 e 30 de julho. Os shows tem início às sextas e sábados às 22h e aos domingos às 21h. Os ingressos custam de R$ 110 (meia) a R$ 580 (inteira) e podem ser encontrados através do site oficial da Ticket 360.

ATUALIZAÇÃO

Por ordens médicas, o show que aconteceria no domingo (26) precisou ser transferido. A princípio, o espetáculo aconteceria na quarta-feira (13). Pensando na comodidade do público, o Espaço das Américas e a equipe do cantor remanejaram a apresentação para o dia 06 de agosto, sábado, às 22h.

Os shows dos dias 01 (sexta), 02 (sábado) e 03 (domingo) de julho foram transferidos para 18 (quinta às 22h), 19 (sexta às 22h) e 21 (domingo às 21h) de agosto, respectivamente.

Os ingressos são válidos para as novas datas, sem necessidade de troca, para os mesmos lugares adquiridos. Quem não puder comparecer aos shows em agosto, pode solicitar o reembolso até através do e-mail cancelamento@ticket360.com.br ou do telefone (11) 2027-0777.