Sam Alves: “Aprendi que devemos seguir nossos sonhos mesmo em momentos de dúvida”

SamTopo

Sam Alves é um cara sortudo por muitos motivos e cheio de histórias para contar. Com apenas dois dias, o cearense foi deixado na porta de seus pais adotivos em Fortaleza. Quatro anos depois, a família mudou-se para os Estados Unidos, onde o garoto teve seu primeiro contato com o que viria a se profissionalizar no futuro. Com a ajuda da mãe, Sam começou a cantar em corais de igrejas americanas até regressar ao Brasil, onde estudou na Escola de Música de Brasília. Em 2013, antes de tornar-se conhecido no país ao vencer a segunda edição da versão nacional do programa “The Voice”, o jovem – hoje com 25 anos -, mostrou seu talento na versão americana. Para uns, falta de sorte. Para outros, destino. Destino que lhe permitiu assinar seu primeiro grande contrato com a gravadora Universal Music e lançar o disco “Sam Alves” (2014).

Apesar das inúmeras experiências, o cantor mostrou-se contido durante a entrevista exclusiva que concedeu ao Setor VIP. Com mais de 20 mil cópias vendidas, Sam Alves falou um pouco sobre infância, família, música e deixou um convite simpático aos leitores e fãs ao final da conversa. Confira!

SamMatéria

Setor VIP: Há uma certa dúvida em relação ao futuro de participantes de programas de televisão, por mais talentosos que sejam. Qual foi o fator decisivo que te fez aceitar a participação no “The Voice”? Você teve algum tipo de receio?

Sam Alves: Na realidade ainda não tinha uma carreira, estava aproveitando todas as oportunidades. Só pensava em mostrar meu trabalho para os jurados e para o público.

Setor VIP: Muitos reality-shows musicais foram produzidos nos últimos anos. Você assiste algum? Acompanha a carreira de outros participantes, incluindo seus colegas no “The Voice”?

Sam Alves: Eu sempre gostei de assistir os realities de música como “American Idol”, “The X-Factor” e alguns outros. Acompanho a carreira de ex-participantes, sim.

Setor VIP: Olhando para trás, qual foi a maior lição que aprendeu no “The Voice”?

Sam Alves: Insistir em um sonho e perseverar até nos momentos de maior dúvida, mas sempre com muito trabalho.

Setor VIP: Existem várias saídas para se fazer o que gosta enquanto não se assina um grande contrato. Antes de ter a possibilidade de gravar seu disco, você procurava outras soluções para colocar em prática sua paixão?

Sam Alves: Sim, gravava demos custeadas do próprio bolso, colocava vídeos no YouTube, cantava e dava aulas na igreja e fazia aulas de canto. Me preparava para o momento que tivesse uma oportunidade.

Setor VIP: O Brasil é hoje o terceiro maior produtor de musicais do mundo. Já fez ou já teve vontade de participar de um espetáculo de teatro musical?

Sam Alves: Tenho vontade. Acho que deve ser uma grande experiência, mas que me exigiria muita preparação para atuar.

Setor VIP: O que você escuta em casa? Quais seus artistas favoritos?

Sam Alves: Gosto de ouvir música pop. Alguns dos meus artistas favoritos são Maroon 5, One Republic, Justin Timberlake e Bruno Mars, entre muitos outros…

Setor VIP: Maroon 5 é uma das suas bandas favoritas?

Sam Alves: Adoro. Está no Top 5 da minha playlist.

Setor VIP: Você conhece o Ed Sheeran?

Sam Alves: Acho talentoso. Gosto muito da música dele, mas nunca tive a oportunidade de vê-lo ao vivo.

Setor VIP: O que você acha do Luan Santana?

Sam Alves: Gosto. Acho ele um cara que trabalha muito e trabalha bem.

Setor VIP: Você tem algum ídolo tão grande a ponto de querer montar um show em sua homenagem?

Sam Alves: Nunca pensei em montar um show com repertório de apenas um artista, mas gosto de muitas músicas da Whitney Houston. Quem sabe um dia…

Setor VIP: Além de música, você tem outros hobbies? Gosta de ler, ver filmes, viajar? Nos conte alguns de seus favoritos.

Sam Alves: Adoro viajar, tenho muitos destinos na minha lista de desejos. Quero conhecer lugares, culturas e pessoas novas. Também adoro cinema e literatura, principalmente de história e ficção.

Com Claudia Leitte na final do "The Voice"

Com Claudia Leitte na final do “The Voice”

Setor VIP: Como é o seu dia-a-dia? O que você gosta de fazer quando não está cantando? Tem algum lugar que você goste de frequentar, um programa que goste de fazer…?

Sam Alves: Nos dias que não tenho show, componho, ensaio em estúdio, tenho reuniões, agenda de imprensa… É um dia a dia bem corrido, mas também tenho tempo de fazer muitas coisas que gosto. Não abro mão de passar tempo com meus amigos e frequentar a igreja. Amo meu trabalho, mas também adoro uma tarde livre pra relaxar.

Setor VIP: Você morou em Fortaleza, mas mudou-se para os Estados Unidos muito novo e depois para Brasília. Hoje mora no Rio de Janeiro. Você conhece bem o Ceará? Quais os seus lugares favoritos nas cidades em que morou/mora?

Sam Alves: No Ceará, visitei muitos lugares com a minha família, mas era bem pequeno. Não tenho tanta memória desse tempo. Em Boston, caminhava a tarde toda, fazia trilhas na floresta, visitava cachoeiras, túneis abandonados… No Rio, adoro passar de carro pela orla e admirar o mar.

Setor VIP: Voltando à sua infância, você se recorda seu primeiro contato com a música? Se lembra das primeiras músicas que aprendeu ou dos primeiros artistas que conheceu?

Sam Alves: Minha mãe sempre cantou, nossa família sempre foi muito musical. Ela até gravou um disco independente de música Gospel na década de 80. Também fiz um disco Gospel em 2007. Só comecei a conhecer outros artistas quando tinha mais ou menos 18 anos. Antes de entrar no “The Voice USA”, eu estudava medicina e trabalhava com coisas diferentes da música.

Setor VIP: Qual a importância da sua família na sua escolha e durante o seu caminho até agora? Sua mãe foi seu grande suporte em sua carreira?

Sam Alves: Demais. Na realidade ela é a grande incentivadora da minha carreira. Ela que me obrigou a vencer a timidez e começar a cantar.

Setor VIP: Você fez a turnê com os participantes do “The Voice” e agora segue viajando pelo Brasil com seu show. As apresentações tem um repertório fixo ou o público pode esperar por surpresas dependendo da cidade? Tem algum momento preferido do seu show?

Sam Alves: Temos um repertório base, mas sempre tentamos fazer surpresas para as fãs. Acho que o auge do show é quando chamo uma menina e canto “A Thousand Years” para ela. Isso já virou quase que uma tradição. Mas adoro cantar a minha música, a “Be With Me” e, ultimamente, acho que a versão de “We Found Love”, da Rihanna, está muito bacana.

Assista ao clipe oficial da canção “Be With Me”:

Antes de finalizar a entrevista, o cantor deixou um recado para os seus fãs e para os leitores do Setor VIP: “E aí, galera do Setor VIP? Estou esperando todos vocês no meu show! Preparem-se para muitas surpresas! Beijos!”. O próximo show de Sam Alves acontece dia 03/10 em Aracaju (SE). A agenda do artista pode ser conferida em seu site oficial.