Tiago Abravanel: “Divertir as pessoas é o que me inspira a cantar”

Tiago Abravanel no Baile do Abrava

(Foto: Gabriel Bergamini / Setor VIP)

Na última sexta-feira (04), Tiago Abravanel subiu ao palco da Audio, em São Paulo, para comemorar o segundo aniversário do “Baile do Abrava”, espetáculo com que roda o país cantando diversos gêneros da música popular brasileira. Como toda festa que se preze, os convidados marcaram presença e tornaram a noite muito mais especial. Artistas como Sophia Abrahão e Ícaro Silva dividiram os holofotes com figuras reconhecidas principalmente na cena teatral como Jeniffer Nascimento, Ludmillah Anjos e Evelyn Castro.

Em comemoração aos 20 anos da primeira versão brasileira da novela, Fernanda Souza e parte do elenco de “Chiquititas” causaram uma comoção entre os presentes, incluindo Tiago. Aretha Oliveira (Pata), Francis Helena (Cris), Gisele Frade (Bia), Laura Feliciano (a boneca Laurinha) e Renata del Bianco (Vivi) dançaram e se divertiram durante os números “Tudo Tudo”, “Amigas” e “Remexe”. “Sempre quis ser um chiquitito”, confessa de maneira informal em seu camarim, minutos antes de subir ao palco para o último espetáculo de 2017.

Foi antes da apresentação que o sorridente artista posou para fotos, recebeu o carinho da mãe Cíntia Abravanel e conversou rapidamente com exclusividade com o Setor VIP.

Tiago Abravanel no Baile do Abrava

(Foto: Gabriel Bergamini / Setor VIP)

Como surgiu a ideia de montar um show como o “Baile do Abrava”?
Estava em cartaz com “Tim Maia – Vale Tudo”, quando visitei o Lapa 40 Graus, no Rio de Janeiro. Comecei a pensar como seria se eu fizesse uma festa que tocasse todo tipo de música. Guardei essa ideia e… olha as minhas backings vocals que maravilhosas! (interrompe bem humorado após a entrada das cantoras Letícia Pedroza e Suzana Santana) Onde eu estava mesmo?

Estava falando sobre a ideia do “Baile” ter nascido após visitar o Lapa 40 Graus…
…aí montei o “Eclético”, que era um show mais artístico. O “Baile” vem em seguida, com a ideia de estar perto das pessoas, de ter esse palco no meio da galera, de poder misturar repertórios e de ter repertórios específicos quando quiséssemos fazer festas temáticas. À princípio estamos na última edição desse ano, mas o “Baile” é uma festa que pode rolar enquanto eu viver, entende?

O “Baile” está completando dois anos. Imagino que você tenha vivido muita coisa durante esses anos, consegue destacar alguns dos momentos mais marcantes?
Vivi muita coisa boa! Foram muitos momentos marcantes, mas o último ano que fizemos em São Paulo teve shows especiais com a participação de artistas como Wanessa Camargo, Diego Ferrero, Saulo Fernandes, Tiago Iorc e É o Tchan! (empolgado) Com Tchakabum a gente quase quebrou a casa! Foi uma loucura! Os bailes de São Paulo foram todos muito bons!

Tiago Abravanel no Baile do Abrava

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

O “Baile” te proporcionou alguma coisa que sempre quis fazer, mas não havia tido a oportunidade antes?
Muitos! Por exemplo, cantar “Evidências”. Chitãozinho e Xororó são caras que admiro muito, que tem uma técnica espetacular e que tem uma história na música brasileira inacreditável. Poder cantar músicas de artistas que admiro, músicas novas que estão surgindo e ver a galera cantando junto é muito legal, é uma felicidade! Fazer o “Baile” é uma alegria!

O show chegou a te levar para lugares do país que você ainda não tinha conhecia?
O “Baile” ainda não, mas fiz alguns eventos pelo Brasil em lugares que eu não tinha ido, como Ilhéus e Comandatuba. (pensativo) Os shows me proporcionaram estar em lugares que nunca fui, mas não significa que eu tenha conhecido esses lugares! (risos) Meu cronograma por essas cidades é aeroporto, hotel, evento, hotel, aeroporto e acabou! (risos)

Em tempos em que se discute a criminalização do funk, o que você, que no “Baile” canta todos os gêneros e celebra todos os artistas, acha sobre preconceito musical?
Cara, é muito difícil. Estamos vivendo um momento no país onde qualquer coisa pode virar um grande assunto. Acho que a música tem um poder de transformação muito grande, mas ela também tem a função de entretenimento. Não se pode julgar “a bunda que bate no chão”, “o pássaro que voa” ou “a cor do mar que é azul”, você tem que… (sério) ainda mais em uma festa como essa, que você vem para se divertir! Obviamente que fazer apologia a certas coisas não é legal, mas quando você fala da música como entretenimento não pode existir julgamento.

Entreter o grande público e fazer com que as pessoas se divirtam é o que te inspira a seguir com o “Baile do Abrava”?
Totalmente! Muitas vezes começo uma música e vejo que algumas pessoas não gostam. Você não saiu de casa para se divertir? Se divirta! Toma uma que você não vai nem lembrar qual música está tocando! Divertir é a função do “Baile” e o que me inspira a cantar.

>> Assista às participações do “Baile do Abrava” no canal oficial do Setor VIP no YouTube!

>> “Baile do Abrava”: a vertente mais divertida de Tiago Abravanel

Tiago Abravanel no Baile do Abrava

(Foto: Filipe Vicente / Setor VIP)

Tiago Abravanel está na Rádio Globo todas as quintas-feiras a partir das 11h no programa “Papo de Almoço”. Aos domingos, o artista apresenta os bastidores do reality-show musical “Popstar”, na Rede Globo, às 13h. Para mais informações, acesse o site oficial de Tiago Abravanel e o site oficial do “Baile do Abrava”. acompanhe as novidades seguindo o artista nas redes sociais como Facebook e Instagram.

error: